24 de jan de 2011

RELATÓRIO DA VIBRAÇÃO DAS TRANSIÇÕES DA ALMA - 24/01/11


RELATÓRIO DA VIBRAÇÃO DAS TRANSIÇÕES DA ALMA - JANEIRO DE 2011
Mensagem da Vastidão do Ser por Nancy Wallace Ward,
17 de Janeiro de 2011

Saudações!
2011 é um ano para integrar toda a limpeza e trabalho de abertura que temos vindo a fazer durante muito tempo. Muitos dos anos passados, especialmente 2010, teve a ver com o amor-próprio – remover tudo o que não fosse verdadeiro de dentro de nós e amarmo-nos profundamente. Em 2011, temos a oportunidade de integrar tudo o que aprendemos acerca de nós no processo de remoção da mentira do nosso campo de energia e das nossas vidas.
Já 2011 tem sido repleto de eventos, tanto no que diz respeito à introspecção pessoal como à transformação. Eu sinto-me, literalmente, “deslizando” para este ano com os meus dois pés e braços estendidos, como se andasse de skate. Como se eu fosse jorrada para este lugar novo … assim, enquanto olho à volta… é uma espécie de escuridão misteriosa, mas eu vejo sentimentos, pensamentos e ideias iluminarem-se como coisas orgânicas luminosas a crescerem nesta paisagem índigo … e lá à frente …. talvez daqui a poucos meses, eu vejo radiância. Vejo uma luz muito brilhante irradiando as cores iridescentes do arco-íris em todas as direcções. Esta luz vem de uma forma geométrica – um dodecaedro estelar. Estamos a caminhar para esta luz. Vai haver caos e choques inesperados e pilares para navegar, mas a graça iluminará o nosso caminho.


Visão Nova, por Nancy Leilah Ward
Feixes de Iluminação
Há outras luzes, mais pequenas a pulsar como uma bola mística de discoteca, a brilhar feixes de luz. Se nós entrarmos num feixe, podemos ter uma experiência de iluminação que levará à integração e remoção dos restos das feridas que temos vindo a trabalhar para curar. Não se trata de deitar alguma coisa fora, de a empurrar ou de a tapar – esse processo não funciona! Trata-se de iluminar com a consciência e de integrar a informação através da compaixão e do amor. É assim que a ferida é curada, ou removida, do campo energético da nossa Alma.
A verdade está a ser revelada
Os guias dizem-me isto, na verdade, um ano de radiância, pois a Luz revelará a Verdade e a verdade libertar-nos-á. Haverá alguns eventos que abrirão toda uma nova forma de olhar para a humanidade e para a “história”. A verdade acerca da origem e do desenvolvimento da humanidade tem vindo à tona desde há algum tempo e aqueles que têm procurado respostas encontraram alguma informação interessante. Mas vai haver um acontecimento que será um despertar … uma aurora da verdade. O que é, eles não vão dizer, porque haveria um surto e um descarregar de energia na espontaneidade desta iluminação que seria difundida se tudo fosse revelado antes do tempo.
Contudo, sinto que parte disso tem a ver com uma revelação completa sobre OVNI’S e extraterrestres. Esta informação está já a chegar e a Vastidão do Ser tem vindo a dizer que toda a remoção e realinhamento que temos estado a fazer não é apenas para encarnarmos plenamente a nossa Alma, o nosso Eu – Divino, mas é também uma preparação para quando nos encontrarmos com os nossos irmãos e irmãs de “outro lugar”.
O medo está a perder o seu controlo
No ano passado, muitos viram as suas vidas totalmente reorganizadas. Podemos dizer uma oração para que todas as profundas mudanças e libertação que sofremos nos ajudem a ver a dádiva destas mudanças, visto que elas ocorreram para nos alinhar com a nossa verdade.
O medo é uma forma de energia que contém uma ressonância densa e podemos referir qualquer história que queiramos. Mas trata-se, simplesmente, de energia. E estamos a aprender que o medo não tem poder sobre nós pois somos Espírito Divino, que é a força vital que flui através de nós.
Muitos de nós estamos a começar a notar que o medo que sentimos ao longo dos últimos anos não permanece connosco por muito mais tempo. É como um pesado cobertor escuro que está a sair de cima de nós porque, à medida que continuamos a elevar a nossa vibração, o medo já não tem lugares onde possa enfiar-se ou encaixar. Existe uma componente de não nos importarmos mais quando o medo começa a infiltrar-se – ou uma sensação de recusa de ceder ao medo porque, não importa quanto medo ou preocupação tenhamos sentido, estamos ainda bem, estamos ainda aqui. Alguns viram os seus piores medos tornarem-se verdadeiros no ano passado e, no entanto, eles ainda estão aqui e ainda estão a crescer e ainda a testemunhar as mudanças nas suas vidas – e a ver que estão num novo começo.
Se isto não soa ainda verdadeiro para vós, vinde para o momento do agora em que o medo entra e usai a vossa respiração para vos centrardes no vosso corpo. De seguida, permiti que o vosso 7º chacra – o chacra da coroa – se abra e invocai o Divino Espírito. O medo pode fazer-nos sentir separados do todo da vida, incluindo da nossa conexão com o Espírito. Centrarmo-nos no 7º chacra e abrirmo-nos para a energia da Fonte ajuda-nos a perceber a imagem maior – a nossa conexão com o mistério de Tudo O Que É e a nossa participação neste incrível tempo de transformação, à medida que nós, como humanos, estamos a transformar-nos nos nossos Eu’s Divinos. Nós somos parte do grandioso programa de limpeza. Eu descobri que isto ajuda a olhar para a minha vida como uma aventura a partir da quietude do momento do agora, a mover-se para cada momento do agora… como um fractal infinito de possibilidades que é guiado pelas minhas intenções e emoções.
Quando o medo aparece, podeis notar que há alguns lugares em que este cobertor de medo adere – agarra-se/adere à parte da ferida que mais necessita de cura – como uma casca que não esta pronta para sair. (Desculpai – não consigo encontrar outra analogia!) Tentai amar a ferida. Tentai enviar amor, amor puro para toda a situação e todas as pessoas envolvidas incluindo, obviamente, vós. Invocai a energia Feminina Divina para derramar o carinhoso néctar do amor e da compaixão na ferida. E, depois, aquecei-vos nele. Chorai se o necessitardes, mas assegurai-vos que vos aqueceis, impregnai-vos nesse amor todo.
O amor é a maior energia que podemos cultivar para a cura em todos os níveis. Assim, tende a certeza que sentis esse amor dentro de vós – o amor que tendes por vós mesmos – todos os dias. Descobri-o logo pela manhã quando acordais. E, mesmo antes de irdes dormir –, banhai-vos em amor – senti-o dentro de vós.
Se tendes vindo a pedir por clareza ou libertação em relação a um determinado aspecto da vossa vida, ireis manifestar tudo o que precisais de curar ou de remover, mas muito provavelmente isso não virá da forma que pensais que vem. Por vezes não reconhecemos imediatamente a mensagem ou o mensageiro.
A energia da perseguição está dentro dos vossos códigos genéticos
Para além de nos honrarmos e amarmos a nós mesmos, estamos agora a abordar a questão da perseguição. Na primeira semana do ano estive imersa no processo de trazer a consciência para uma ferida que estava envolvida com esta energia. Esta ferida tem vindo a aumentar à luz da minha consciência porque tenho pedido ajuda para remover este sentimento particular de discordância que senti toda a minha vida. Existe uma experiência de outra vida que manteve esta energia activa no meu campo energético.
É assim que isto me parece: a minha Alma está ligada a esta outra vida (normalmente, outras vidas são referidas como “vidas passadas”, mas eu sinto que estão todas a acontecer de uma vez, em diferentes linhas do tempo) e, deste modo, nesta vida actual, sou directamente afectada pelos assuntos inacabados de outras vidas em que a minha Alma se está a expressar.
Integração da Alma
Através de compreensão profunda e de comunicação directa com um ancestral meu, que é também uma outra vida que a minha Alma está a vivenciar, fui capaz de integrar esta vida e de trazer esta parte de mim mesma para a luz da minha consciência. Na verdade, trouxe-a da escuridão para a luz do momento actual, e para o meu coração. Isto envolveu uma conversa com a mãe dele em que lhe consegui mostrar a forma diferente de olhar para a situação da vida dela, em relação com a nossa experiência da Alma partilhada.
Ao trazer a luz da consciência para a energia da discórdia nós sentimos, nós iluminámos a situação que activou a ferida dentro de nós. Se nos permitirmos sentir plenamente cada aspecto da dor que está associada à ferida, podemos trazê-la para o nosso coração e perdoarmo-nos. Podemos trazer as pessoas desta outra vida para fora da escuridão em que estão presas e integrá-las no nosso coração.
Ao fazê-lo, integramos a experiência e removemos a energia densa que estava a bloquear a nossa capacidade para sermos o nosso eu autêntico. Sermos o nosso eu autêntico significa trazer a nossa Alma plenamente para o nosso ser. Assim, neste processo de trazer luz da nossa Alma para o nosso ser, a ferida vem à tona. Preencher-nos com o elixir do amor é o bálsamo curador que acalma e traz a luz da consciência para nos ajudar a integrar mais da nossa Alma no nosso ser. De volta em volta isto vai.
Esta é a pós-graduação no processo de despertar
Olhar para a ferida é encarar tudo o que negamos em nós mesmos. Permanecermos na nossa Fé que é a Divina Fonte de Energia – a Energia Vital do Amor – que está dentro de nós – dentro dos nossos corações –, vai ajudar-nos a permanecermos firmes para que, quando as ondas de sentimentos e de memórias fluírem através de nós, possamos simplesmente testemunhar o fluxo, reconhecendo com compaixão aquilo por que nos temos julgado a nós mesmos tão duramente. Depois do fluxo dos sentimentos feridos, nós vimos a perceber que a nossa Alma queria experimentar a separação da Fonte Divina. Trata-se simplesmente da nossa Alma a experimentar tudo o que é possível aqui na Terra. Esta compreensão é redentora e ajuda-nos a libertar o julgamento que temos vindo a manter contra nós mesmos e os outros. Recuperamos o nosso poder, visto que já não nos vemos como vítimas ou perpetradores. Somos, simplesmente, o Espírito a ter uma experiência Física. E, agora, escolhemos conscientemente a energia que desejamos experimentar… escolhemos a energia e deixamos os pormenores para a Fonte Divina enquanto nós co-criamos o nosso mundo.
Um maravilhoso efeito colateral desta experiência é que já não vai ser possível julgarmos os outros.
Mudando o passado
Outro efeito colateral é que, enquanto nós curamos as feridas do nosso passado profundo – que significa os ancestrais e outras vidas –, estaremos a mudar e que conhecemos como “história”. Então, como vai acabar este show no nosso mundo? Sinto que tem alguma coisa a ver com a grande luz radiante – um dodecaedro estelar [http://en.wikipedia.org/wiki/Kepler%E2%80%93Poinsot_polyhedron] – que eu vejo a brilhar enquanto faço perscruto 2011. Esta geometria sagrada particular estimula o chacra do coração e leva a nossa consciência para dimensões superiores. Os 12 pontos estelares activam os nossos corpos energéticos e ajudam a integrar as polaridades da energia feminina e masculina. Esta forma de geometria sagrada desperta a compaixão e o amor e estimula a glândula pineal, que desperta a nossa consciência física/intuitiva e activa as capacidades telepáticas.
Assim, o que quer que esta radiância traga à humanidade é, na verdade, um potente remédio.
E, como eu disse antes, nós também temos dodecaedros estelares de luz mais pequenos a brilhar, fornecendo-nos oportunidades para receber energia e iluminação para o que quer que precisemos nesta jornada. Existem muitos portais que estamos a atravessar e cada um é uma oportunidade de aceleração e crescimento. Então, permanecei nessa luz sempre que a percepcionardes… ou pedi apenas para que ela venha e visualizai-vos a recebê-la através da geometria sagrada.
E agora uma mensagem sobre onde estamos a caminhar a partir da Vastidão do Ser, recebida depois da meia-noite, dia 1-01-11
Este Ano Novo está a abrir-se para muitos reinos diversos. Uma radiância está a chegar da Humanidade e irá continuar a crescer à medida que vos amais. Enquanto sentis amor – felicidade – paz a brotar de dentro de vós e a irradiar para fora. Esta radiância é um farol de luz. Carrega a ressonância do amor e está a crescer e a expandir-se. Á medida que cresce, ele alcança… irradia da Terra tal como a luz de Helios, o vosso sol, irradia para fora. Esta radiância trará muita alegria e bênçãos para a Humanidade.
À medida que esta radiância cresce, deslocar-vos-eis para outra dimensão – todos – incluindo a Terra – se irão deslocar para outra dimensão. O momento do agora é tudo o que conhecereis e sentir-vos-eis livres como uma criança. E, enquanto todos vós fazeis esta mudança dimensional, tudo sobre a Terra se tornará vivo como nunca esteve antes. A vossa experiência de vida será reforçada para além das palavras. E a Terra e todos os que nela habitam serão um farol envolvidos em energias de alegria. Um mundo novo – uma humanidade nova surgirá – e vós vireis a saber quem sois. Ver-vos-eis a vós próprios nos olhos uns dos outros e nunca mais estareis separados por ensinamentos e religiões, pela cor ou pela raça. Ireis celebrar a vossa diversidade.
Não mais sentireis a necessidade de mentir ao outro porque cada um honrará a sua verdade e não terá necessidade de impor a sua vontade sobre o outro.
A Humanidade já não será manipulada por aqueles que desejam ver matarem-se uns aos outros. A força que vive do ódio, desespero e medo não será capaz de encontrar essas emoções na Humanidade pois esta estará a irradiar amor.
Cada e todos os corações das pessoas vão irradiar felicidade, um sentimento de bem-estar. Conforme o sentimento de medo é recusado, conforme vos afastais do medo e abraçais o bem-estar e a felicidade, vereis o medo a libertar a sua influência, a sua aderência e esquecê-lo-eis porque sentir-vos bem é um tal alívio e sabe muito melhor.
E, então, neste Ano Novo vivereis os sentimentos de felicidade e de bem-estar – ireis descobrir-vos a lagar o hábito do medo e a dizer sim à luz dentro de vós. Trata-se da consciência da Humanidade que vai subir e brilhar enquanto vos conheceis a vós mesmos como os criadores por uma escolha consciente que sois.
Amor, beleza, diversão, liberdade … tudo está dentro de vós e vireis a sabê-lo. Tendes muito apoio e orientação sempre.
Alegrai-vos! Eis o vosso mundo novo, a verdade profunda das vossas Almas brilha dentro de vós. Banhai-vos no bem e, quando correr mal, quando sentirdes o medo a ser activado, respirai a radiância interior – ides vê-la a expandir-se para o exterior, elevando o medo. A radiância está já dentro de vós. Os tentáculos do medo já não serão capazes de encontrar nada a que aderir dentro de vós. Isto está disponível e a acontecer a todos.
O Espírito Santo da Humanidade está a despertar – vede-vos a vós mesmos como Seres Divinos, à medida que recuperais o vosso poder e regressais à simplicidade do amor e da felicidade que é o vosso privilégio de nascimento. A luz move-se dentro de vós de dentro para fora.
Uma prece: “Por favor, removei tudo o que não seja a minha verdade.”
Podeis sentir tudo o que não é a vossa verdade como uma mortalha a levantar-se para fora de vós, enquanto a luz brilha de dentro para fora.
Isto está a acontecer na Terra também. Ela está a receber a luz no fundo e, à medida que ela brilha exteriormente, está a transformar o que não ressoa com o amor. Isto reflecte-se em vulcões e actividade sísmica na Terra.
Sabei que está tudo bem. Aqueles que deixam o planeta nesta altura fazem-no por escolha. Eles estão completos. Muitos vão carregar com eles a energia do medo – a energia densa enquanto eles são libertados, então é como se, quando estas almas deixam o físico, elas estivessem a fazer um serviço carregando com elas a sombra densa da reacção tóxica humana à força do medo que esteve activa na Terra durante tanto tempo. Estas almas serão abraçadas pela luz da consciência.
Tudo está bem. Tudo está em alinhamento com o seu caminho e propósito mais elevado. Testemunhareis a alegria e a tristeza a partir do vosso lugar do centro e de calma, sabendo que está tudo bem.
Pois, à medida que vos moveis para as dimensões mais elevadas, o julgamento desaparecerá e podeis testemunhar a manifestação com os olhos do Buda.
Com amor e humildade, nós partilhamos estas mensagens convosco.
Nancy Leilah Ward
e A Vastidão do Ser
“O Amor traz compreensão,
A compreensão leva à aceitação,
A aceitação permite-vos ser quem sois.” – Shubhraji, www.namahom.org
Direitos de Autor © 2010 Nancy Wallace e Smote Hill Press. Todos os direitos reservados. È concedida permissão para redistribuir este artigo livremente desde que o nome do autor e o seu sítio na rede sejam incluídos www.soultransitions.com
Fonte: http://soultransitions.com/
Retirado de: www.achama.biz/ly
Tradução: Ana Belo – anatbelo@hotmail.com

Gostou! Indique para seus Amigos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário