30 de dez de 2010

ORAÇÃO “O PERDÃO DE FIM DE ANO”


“O PERDÃO DE FIM DE ANO”


Por Rubén Cedeño.
Tradução de Verônica D’Amore)


Apago, apago e apago tudo aquilo que tenha acontecido comigo neste ano

Que não seja um passo dentro do meu processo de transmutação,

E faço desaparecer de minha vida

Todo obstáculo que me impeça de voar para a liberdade,

Que é o estado natural de meu ser.



1º. Eu, consciente de meus atos, assumindo o controle de tudo o que EU SOU, apago de meu inconsciente e do registro etérico, toda lembrança e memória de cada evento discordante que tenha vivido neste ano.

2º. Perdôo de todo o coração, esqueço para sempre, todo aborrecimento, mágoa, dúvida, desamor, irritabilidade, agressividade, traição, maledicência e ódio que me tenha causado qualquer ser humano, situação ou coisa.

3º. A todos aqueles que tenham passado de meu lado para outro grupo, trabalho, partido ou círculo de amizades, os liberto e deixo-os ir sem reclamar de nada, dando a plenitude de meu amor, para abençoar e prosperar para onde quer que tenham ido e onde estejam agora.

4º. Renuncio com toda a força que meu ser tem, a todo apego de objetos, situações, possessões e, sobretudo, pessoas. Declaro que nada nem ninguém me atam a nada e EU SOU livre, mas completamente e absolutamente livre para entregar-me, amparar-me e refugiar-me em DEUS e somente NELE para sempre.

5º. Apago, apago e apago tudo aquilo que tenha acontecido comigo neste ano que não seja um passo dentro do meu processo de transmutação. E faço desaparecer de minha vida todo obstáculo que me impeça de voar para a liberdade que é o estado natural de meu ser.

6º. Cubro cada segundo, minuto, hora, dia, semana e mês deste ano que concluo, com a brilhante e resplandecente substância da CHAMA VIOLETA para apagar toda energia mal qualificada e agora envolvo tudo com o incandescente brilho do FOGO BRANCO DA ASCENSÃO e do FOGO VIOLETA DA TRASMUTAÇÃO!

7º. Livre da personalidade, ego, passado, memória e mal karma, entrego minha Corrente de Vida ao Serviço Único da Luz e do Amor, para que de agora em diante só ouça a Luz e o Amor, sinta a Luz e o Amor, veja a Luz e o Amor, experimente a Luz e o Amor, cheire a Luz e o Amor e pense na Luz e no Amor, até alcançar a eternidade...

SOMOS FELIZES HOJE E SEMPRE

NAMASTÊ

MARCOS GAIA

28 de dez de 2010

O FINAL DA HISTÓRIA (KRYON) - 28/12/10


O FINAL DA HISTÓRIA
Uma mensagem de Kryon, canalizada por Lee Carroll
20 de Dezembro de 2010, em Seattle, Washington.


No topo da página de cada canalização, está uma afirmação que é uma transcrição de uma canalização ao vivo, e esta foi “enriquecida” por Kryon para a palavra impressa. É comum para os canalizadores, que o áudio ao vivo seja somente uma partida para uma canalização totalmente transcrita. Algumas vezes o áudio é somente a “semente” para a informação expandida, devido às limitações do tempo e a diferença entre a audição e a leitura. Este é o caso com esta canalização muito profunda sobre como a história Humana está mudando. Kryon passou a acrescentar pelo menos 20% ao evento ao vivo. Assim, se vocês já pensaram que as canalizações ao vivo são iguais às transcrições, pensem novamente! É bom fazer ambos. Assim, apreciem esta mensagem muito informativa e desafiadora de Kryon sobre o que enfrentaremos no futuro... algo que somente os historiadores estão vendo claramente. Mas algo que esperamos o tempo todo... a União da Humanidade.

Saudações, queridos, EU SOU KRYON, do Serviço Magnético... e digo isto todas as vezes. Significa que aquilo que é multidimensional, e ainda compreendido erroneamente neste planeta, é magnético. Não compreendido é um termo, mal compreendido é outro. Pois é um atributo quântico de sua realidade e um dos poucos que envolve a sua vida de um modo cotidiano, assim como eu. Pois eu estou ao seu serviço de um modo quântico, mas disponível, tanto quanto o Espírito está disponível.
Relaxem por um momento. A mensagem deste dia é multifacetada e é sobre o poder. É história, e há muitas coisas para ler, até além das palavras que serão expressas neste dia. Eu falo a um público que é maior do que aqueles que estão na sala. Há muitos que estão ouvindo agora e lendo. Eu conheço o potencial dos olhos sobre a página, os ouvidos que aqui estão. E embora possa haver uma centena aproximadamente de vocês aqui, há milhares que estão ouvindo. Para mim, eles estão ouvindo agora. Para mim, eles estão lendo agora.
Eu chamo a mensagem de hoje: “O Fim da História”, e não é uma mensagem de destruição. Recebam-na de uma forma linear ou quântica. Se receberem o título de um modo linear, poderiam ficar assustados, pois parece o final dos tempos. Se receberem o título de um modo quântico, estamos dizendo que é o final da energia histórica. Há uma mudança acontecendo no planeta, e retornaremos a esta declaração no final desta mensagem. Para que eu faça isto correta e apropriadamente, eu posso ofender alguns por causa da história da energia que é inata em alguns de vocês que aprenderam de determinado modo. Assim lhes peço que sejam pacientes com esta, a minha mensagem, e se unam a mim, enquanto a transmito.
Eu desejo levá-los de volta e explicar algumas coisas a vocês, pintar um quadro que se movimenta em tempos históricos. Eu quero retornar à Abraão, o pai do monoteísmo. Abraão está onde gostamos de olhar verdadeiramente a história do que vocês diriam ser a moderna crença espiritual, pois é o modo como o mundo pensa. Oh, há muitos antes dele. Alguns de vocês são Lemurianos e sabem o que eu quero dizer. Mas Abraão representa para a Terra o início do que vocês chamariam de pai das grandes religiões do planeta. Assim, eu quero lhes dar a história do que aconteceu, e quero que vocês a observem cuidadosamente.
Abraão, Pai dos Judeus
Quero homenagear Abraão, nascido em Ur, que agora é parte do moderno Iraque, e quero honrar os seus filhos, nem todos nascidos de Sara. O que eu quero falar é Ismael. Abraão é Judeu... o grande profeta Judeu. Ismael é o seu filho. Não há nenhuma maneira que vocês pudessem dizer que Ismael não fosse Judeu, e ele é até hoje. Ismael nasceu em Hebron. Assim, ele é israelense. Ismael é um Judeu.
Agora, alguns argumentariam, devido a como a linhagem Judaica é computada pelos homens (lado materno). Mas o Espírito encara o DNA e a linhagem Akashica, assim espiritualmente, Ismael é um Judeu. Ele veio como parte da linhagem dos Judeus.
Ele foi rejeitado até pelo povo Judeu logo no início por razões políticas. Então Ismael passou a se tornar aquilo que é o antepassado de todos os Árabes... o pai da Arábia. Portanto, vocês poderiam dizer que os Árabes estão com sangue Judeu, o de Abraão, fluindo através deles. Mas logo no início, os Judeus expulsaram Ismael. Assim, embora vocês tenham o único Deus e o monoteísmo, e tenham o princípio do amor de Deus e da unidade de Deus, havia uma divisão. A verdade foi mesclada com inverdades e, até este dia, haveria um bilhão de Seres Humanos que diriam que foi Ismael e não Isaac que foi quase sacrificado no Monte do Templo. Eles diriam também que ele não é um Judeu.
Então, qual é a verdade aqui? Os Seres Humanos não foram feitos para unificar. Em uma energia mais velha no planeta, naqueles dias, e até os dias em que vocês nasceram, a energia colocada sobre vocês é para vocês se separarem, não se unirem. E é por isto que a chamamos de velha energia. Oh, eles eram homens e mulheres sábios que tinham mais conhecimento, mas é a velha energia que separa e divide, e é a velha energia que criou as divisões de ódio em milhões daqueles que são realmente “plenamente Judeus.”
A BELA MENSAGEM DE MAOMÉ SOBRE A UNIDADE
Deixem-me lhes contar sobre Maomé, o profeta. Maomé é da linhagem de Ismael, que é da linhagem de Abraão. Portanto, Maomé tinha sangue Judeu, de modo que era a sua linhagem, mas não necessariamente a sua cultura. Mas a sua linhagem Akashica era de Abraão. (Abraão é o fundador do Islã, de acordo com o Alcorão).
Maomé teve um belo encontro, mais do que um, com uma presença angélica. Os Anjos falaram com a Humanidade então nos básicos modos de 3D. Mas quantos de vocês reuniram uma grande quantidade de anjos naquele tempo que falavam aos Seres Humanos, que conversavam com aqueles da linhagem Judaica? Como Maomé, como Moisés, como Jesus, como Abraão. Pois isto foi parte do estabelecimento de uma história, parte do que torna a linhagem Judaica tão importante ao núcleo Akashico da humanidade, e já falamos antes: “Assim como seguem os Judeus, segue a Terra.” Realmente, há algo a observar aí que é importante, e que mudará em breve. Pois aos nossos olhos, os “Judeus” são todos aqueles do Oriente Médio.
A informação de Maomé dada pelo anjo foi esta: “Unam os Árabes e lhes dê o Deus de Israel.” E ele o fez! A informação que ele tinha era maravilhosa e foi escrita mais tarde pelos seus seguidores. Tratava-se do incrível amor de Deus e da unidade do homem. Maomé, o profeta, era um unificador e não um separatista.
Muito antes de Maomé, veio Jesus – Jesus o Judeu. Ele se tornou responsável pelo que vocês chamariam hoje de Cristianismo. Todos os seus discípulos eram Judeus. A Pedra, Pedro, o pescador, que começou a igreja cristã, era Judeu. E nós lhes dizemos estas coisas para lembrá-los que há uma unidade aqui. Talvez haja uma razão, queridos, por que as 12 camadas do DNA tenham nomes em hebraico? De fato, é em honra aos mestres e à linhagem, incluindo a de Maomé, parte do idioma espiritual original (Hebraico).
“Oh”, vocês poderiam dizer, “Havia Sumérios e antes disto havia os Lemuriamos. Havia Sânscrito e Tamil, e muitas outras linguagens mais antigas”. Correto, mas estamos falando de uma linguagem de hoje – uma com que podem se relacionar, que tem poder, e que é falada hoje pela pura linhagem dos mestres que viveram no planeta.
Então, o que a humanidade fez com tudo isto? O que eles fizeram com toda esta informação sagrada destes mestres Judeus? Eles foram à guerra, porque os Humanos separam coisas. Eles não as unem. Assim, aqui estamos com um Deus maravilhoso, criador de tudo o que há, e milhões que acreditam nesta coisa, entretanto, eles lutarão com outros, devido à ideologia sobre o que Deus disse, qual era o melhor profeta, e que grupo está à favor de Deus. Isto é história antiga, de milhares de anos. Mas isto mostra exatamente do que se trata a velha energia.
NATUREZA HUMANA?
Agora, ocorreria a alguns que dizem: “É a natureza Humana.” Portanto, é isto que acontece com os Humanos e eles repetirão inúmeras vezes e isto é a energia da história, banhada na sopa da natureza Humana que alguns dizem que nunca muda. Portanto, (eles dizem), isto acontecerá ainda inúmeras vezes. Estou aqui para lhes dizer, queridos, que não é porque algo está acontecendo no planeta que terminará a história. Terminará a velha energia da história. Terminará a velha natureza Humana, pois ela é evolutiva.
ENSINADOS A ODIAR DESDE O NASCIMENTO
Nesta Terra hoje, muitos que nasceram em Israel, lhes é ensinado desde o nascimento como não gostar e não confiar em todos aqueles ao redor deles. Neste momento, na história desta Terra, aqueles a sua volta desde o nascimento aprendem como odiar os Judeus. Cuidadosamente ensinados, eles são. Contra todas as probabilidades, eles estão orgulhosos desta separação porque é a linhagem dos seus antepassados que está em jogo, e eles querem seguir o protocolo histórico. Eles querem ficar separados. Entretanto, eu quero lhes dizer isto que está mudando. Oh, está realmente mudando! Está mudando nos locais que vocês não esperam. Está mudando em Jerusalém. Está mudando no Irã. E as crianças estão despertando e dizendo. “Diga-me novamente, por que eu deveria odiá-las? Eles fizeram o que? Quando? Não foram eles. Foram os seus antepassados. Aqueles aqui agora são atuais e não participaram da história. Diga-me novamente, porque eu não sinto isto.”
Os pais estão balançando a cabeça e dizendo: “Façam como dizemos, pois a tradição e a história nos contam que eles são os nossos inimigos e sempre serão.” E as crianças estão dizendo: “Não, eu não farei isto, e nem aqueles a minha volta.” Isto está lentamente fazendo uma diferença neste planeta e não está sendo registrado. Pois a sua mídia mundial não tem idéia do que fazer com esta nova energia e isto não parece mesmo ser novidade para eles. Eles estão imersos na velha natureza Humana, onde as coisas que separam são notícias e as coisas que unem, não são. No entanto, é uma das maiores energias que este planeta está vendo hoje. Estou aqui para lhes dizer que isto é real e está acontecendo sob a coberta, vocês poderiam dizer. Oh, há outras coisas que eu gostaria de lhes relatar.
O MOLDE É COLOCADO – A UNIDADE FUNCIONA
Vamos falar sobre a Europa - a Europa Ocidental e Oriental. Observem a História. Eu quero que observem a história dos Europeus. O que sabem sobre eles? O que estudaram na escola sobre eles, Americanos? Vocês tiveram que aprender todas aquelas datas e fatos. Vocês tiveram que memorizar todas as batalhas e todos aqueles conquistadores e todos os detalhes dos exércitos por centenas de anos! Quatorze séculos– o tempo todo até o atual século, eles pareceram estar tentando dominar um ao outro em uma base regular. Eles guerreavam entre si, como as marés do oceano, constantes e previsíveis. Quando eles se cansavam disto, eles conquistavam outros continentes. O pequeno país da Espanha é o único responsável pela conquista de toda a América do Sul, a metade da América e bem acima, na América do Norte. Milhões hoje que estão falando o seu idioma, nunca o fizeram antes que eles chegassem.
Os exércitos de Napoleão se distribuíram por regiões da Europa como água fluindo em um rio, conquistando tudo em seu caminho. Há algumas cidades hoje na Europa que ainda não sabem a que país eles pertencem! Isto é porque as suas fronteiras continuam mudando muito frequentemente! Agora, isto é história. Eu quero que observem isto com atenção. Ainda assim, haveria aqueles que digam: “Isto é apenas o que fazem os homens. Eles criam fronteiras e culturas e vão para a guerra. Esta é a natureza Humana.”
Há cinqüenta anos esta nova energia começou a chegar. Oh, os alinhamentos seguem lentamente, querido Ser Humano, mas ela estava aqui. Estava começando; esta começando. Há cinqüenta anos, algo aconteceu na Europa e vocês não ouviram muito sobre isto na época. Alguns pensadores muito esclarecidos se reuniram após a Segunda Guerra e disseram: “Se não fizermos algo diferente do pensamento de hoje, tudo isto acontecerá novamente, porque é isto o que fazemos. Os homens criam a guerra.” Até o jovem país chamado América estava envolvida na guerra. A própria América quase se dividiu antes disto, porque é isto que os homens fazem. Eles dividiram coisas boas. Era óbvio para estes homens sábios que eles poderiam tentar algo, algo que pudesse funcionar – uma unidade em vez da separação. E assim eles formaram uma idéia. Deixem-me lhes dizer qual foi.
Eles disseram a si mesmos: “E se pudéssemos fazer com que tantos países quando pudéssemos, chegassem a um acordo a se tornarem um conjunto de “estados federados”? Se começarmos isto agora e continuarmos lentamente, poderíamos eventualmente termos um sistema onde negociaríamos juntos, ao ponto onde as fronteiras seriam derrubadas, sem postos de controle e sem passaportes.
Todas estas culturas e países inimigos negociariam regularmente juntos, e para que isto aconteça, poderíamos até ter uma moeda comum. Olhem para os Estados Unidos, pois é assim que funciona lá. A Europa nunca iria à guerra com ela mesma novamente. Não poderia, desde que estaria aliada financeiramente.
Naturalmente, eles riram! Todos que o ouviram disseram que isto não poderia ser feito e que havia problemas demais para resolver. Aqueles que se opuseram disseram: “Não, não, não. Não é isto que fazemos. Nós temos muitas culturas diferentes. Há alguns com moedas fortes, há alguns com moedas fracas. Há muitas objeções. Imaginem indo de um caminho a outro sem ser inspecionado na fronteira? Isto não funcionará. Quem são vocês para sugerir algo desta natureza?” E os pensadores disseram: “Nós somos unificadores. E pensamos que é uma boa idéia para que tenhamos força e para nunca guerrearmos novamente.” Isto foi há duas gerações, há cinqüenta anos.
Hoje, vocês têm a União Européia. Há mais o tempo todo, muito além do número original de países. Alguns estão “na fila” para serem aceitos! As fronteiras desapareceram e os postos de controle malograram, e a moeda chamada de Euro é a moeda mais forte na Terra – mais forte do que a sua (os Estados Unidos).
Agora, deixem-me lhes dizer o que fez isto. É uma mudança na consciência que há 50 anos estava se desenvolvendo. No decorrer de duas gerações, foi permitido lentamente que pensadores livres unificassem coisas que nunca foram unificadas antes. O resultado? Estes países nunca dominarão o outro novamente, porque a “história” terminou neste momento. Eles começaram um novo paradigma para a Europa e que não tem perfil histórico conhecido pelo homem. A velha história da região se foi, e ela não se repetirá.
Aqueles no Bloco Leste da Europa, onde ainda existe até hoje uma unidade muito pequena, dirão ainda: “A História não se repetirá novamente. Nós somos vítimas disto. É somente uma questão de tempo.” Mas nem todos eles se sentem assim. Há alguns que estão começando a sentir uma unidade de espiritualidade em suas próprias culturas da qual nunca lhes foi permitido falar antes. Assim, eles são livres pensadores, fora da caixa do velho paradigma. É novo.
Há aqueles em pódios e em púlpitos e estão proclamando: “A História terminou. É o final do sofrimento. É o final das ditaduras. É o final daqueles que nos colocariam em um lugar inferior. Mas é o início de descobrir quem somos.” E embora eles não digam isto com estas exatas palavras, eles estão descobrindo o criador interiormente – que é a unidade de Deus. Assim é um círculo completo de volta ao que o Anjo disse à Maomé, não é? Pois a unidade era a chave para a paz, e ainda é. É um princípio sagrado e nunca mudará.
Quem pensou que isto aconteceria? Os Estados Unidos é o que é, porque há 200 anos os fundadores disseram: “Vamos criar um grupo de países sem fronteiras físicas em um sistema que nunca foi tentado. É de unidade – os Estados UNIDOS da América”. Oh, ele teve os seus testes, mas os unificadores ganharam. E é por que este país é o que é e é visto e respeitado pelo que é e pelo que fez. Assim, jovem, ele é, mas representando a nova energia, está.
Sua Declaração da Independência foi canalizada. Vocês sabiam disto? Foi uma canalização em um esforço coletivo por aqueles que pediram ajuda à Deus. Leiam-na e sintam aquilo que é sagrado, pois unifica e não separa.
A AMÉRICA DO SUL E A NOVA ENERGIA
A América do Sul está começando a considerar a mesma coisa. Meu sócio esteve lá e eu lhe permiti ver a energia do futuro potencial naquela terra.
Eu gostaria de retratar a história para vocês a respeito da América do Sul. Houve um tempo em que cada país tinha um ditador. Há menos de 15 anos, eles tiveram uma economia e moedas que nada valiam. Problemas, lutas e assassinatos era a norma. Barões das drogas e saqueadores eram mortos abertamente nas ruas, e a corrupção estava em toda a parte. Até os policiais criavam o medo e muitos desapareceram de um dia para o outro, e nunca foram vistos novamente. Hoje não é assim. Hoje, há uma contínua estabilidade, enquanto um país após outro traz uma energia nova, positiva e estável a suas culturas. Assim, sem um esforço concentrado por qualquer tipo de liderança ou direção multinacional, como isto poderia ter mudado em apenas 15 anos?
Em todo o continente, só restou um ditador. O que está acontecendo? Se pensarem que isto é surpreendente, há um movimento em marcha sobre o qual não ouvirão ainda. Mas eles estão discutindo isto agora, assim deixem-me lhes dizer o que eles estão pensando. “O que aconteceria se assumíssemos estes países e eliminássemos as fronteiras?” Parece familiar? Eles estão falando disto. Nos bastidores onde ninguém o está relatando, eles estão dizendo: “Que tal um plano de eventualmente termos uma moeda do alto da Colômbia até embaixo no Chile? E nós estaríamos fortes e unidos.”E, queridos, estou aqui para lhes dizer, isto funcionará, e poderia não levar 50 anos. Em breve o ditador terá desaparecido, e a unificação poderá começar.
Há uma mudança acontecendo neste planeta.
ÁFRICA
Deixem-me lhes dizer onde mais está acontecendo e que vocês não têm conhecimento – aquilo que é o início da unidade dos Estados Africanos. Em breve o continente terá o que eles nunca tiveram antes, e quando este continente for curado e não haverá AIDS e nenhuma doença grave, eles irão querer o que vocês têm. Eles irão querer casas e escolas e uma economia que funcione sem corrupção. Eles não mais terão líderes de mentalidade estreita que matam as suas populações pelo poder no que foi chamado pelas gerações de “A História da África”. Em breve, será o final da história na África e um novo continente surgirá.
Estejam cientes de que a força pode não vir de áreas esperadas, pois a nova liderança está se formando. Há muita terra lá e a população está muito preparada; será uma das economias mais fortes no planeta dentro de duas gerações, mais 20 anos. E acontecerá por causa de uma idéia de unificação por alguns. Estes são os potenciais do planeta, e o final da história como vocês a conhecem.
Em aproximadamente 70 anos, haverá um homem negro que liderará este continente Africano com abundância e paz. Ele não será um presidente, mas sim um planejador e um pensador econômico revolucionário. Ele, e uma mulher forte com ele, realizarão o plano em todo o continente. Eles irão se unir. Este é o potencial e este é o plano. A África surgirá das cinzas de séculos de doenças e desespero e criará uma força econômica viável com os trabalhadores que poderão criar bons produtos para o dia. Vocês consideram a China economicamente forte? A China deve fazer o que faz, impedida pelo sigilo e preconceitos dos velhos modos da sua própria história. Tão grande como ela é, terá que competir eventualmente com a África, uma terra de livres pensadores e rápida mudança. A China terá um grande concorrente, que não possui barreiras culturais para o progresso do espírito Humano livre.
São as velhas almas que estão aqui e que novamente mudarão o futuro do planeta, assim como vocês estão fazendo do seu próprio modo hoje. Hoje vocês estão lutando contra a escuridão da consciência com a sua luz e com uma das últimas batalhas que a religião colocará sobre vocês. É por isto que vocês estão aqui, para colocar luz sobre o planeta através dos seus pensamentos muito compassivos. Este é o “trabalho” do “Trabalhador da Luz”.
ESPIRITUALIDADE NA AMÉRICA DO NORTE
Neste lugar que vocês chamam de América, há mais do que 350 tipos de Cristianismo. Há a história de um Salvador, mas muitas idéias sobre o que ele disse, o que ele queria dizer, e quem ele foi. Cada uma destas idéias parece se ramificar e criar uma nova igreja. Um Deus monoteísta que está sofrendo, sendo dividido em centenas de pedaços.
A história da igreja também não foi toda esta maravilha e Pedro, a Pedra, reviraria em seu túmulo se ele soubesse o que a história tinha dado a sua igreja. Houve um tempo em que os Cristãos visitavam aldeias e as queimavam e as pilhavam, porque a aldeia não acreditava em seu Salvador. Foi durante a Inquisição Espanhola. Eles eram terroristas! Vocês deveriam ouvir isto, queridos, e eu não pretendo agitar as suas emoções, mas lhes direi isto: Antes de rotularem qualquer crença espiritual como algo que é mal, vocês deveriam dar uma olhada na história. Os Cristãos fizeram isto, também, desde muito cedo. Os Judeus fizeram isto, e assim os primeiros Muçulmanos. Os filhos de Abraão do fundamentalismo radical guerrearam entre si durante séculos. É o que fazem os Humanos.
A Humanidade faz isto. Ela separa. Ela vai à Guerra por Deus. Ela até se separa em caixas quando a energia criativa é a energia! Estou aqui para lhes dizer que este discurso da história está terminando, porque este parâmetro da natureza humana está começando a mudar e as crianças sabem disto! E elas estão começando a ver isto. Entendam, há uma mudança começando neste planeta.
A INTERNET – A PRIMEIRA FERRAMENTA MUNDIAL DE UNIFICAÇÃO
Agora eu lhes dou algo que poucos pensam: O que vocês acham sobre a Internet, historicamente? Cidadãos de todos os países na Terra podem conversar uns com os outros sem limites eletrônicos. Os jovens daquelas nações podem se ver, conversar, e expressarem opiniões. Não importa o que o país faça para suprimi-lo, eles o estão fazendo de qualquer modo. Eles estão se unindo em uma rede de consciência, de unidade, uma consciência multicultural. Ela está aqui para permanecer. É parte da nova energia. Os jovens sabem disto e estão abrindo o caminho.
Eu lhes dei uma profecia há mais de 10 anos. Eu lhes disse que haveria um dia em que “todos poderiam conversar com todos e, portanto, não haveria nenhuma conspiração.” Pois a conspiração depende da separação e do sigilo – algo oculto na escuridão que somente alguns sabem. Viram as notícias ultimamente? O que está acontecendo? Poderia ser que há um novo paradigma acontecendo que parece ir contra a história?
A NOVA ERA
Então há a Nova Era. Deixem-me lhes dizer algo que aconteceu há 20 anos. É algo que eu tive que passar ao meu sócio: Havia aqueles em uma de suas regiões ocidentais (dos Estados Unidos), que rotularam Kryon como o mal do século. Meu sócio foi atacado por alguns daqueles da Nova Era que eram respeitados e bem intencionados. Era uma energia que queria impedi-lo, antes que ele escrevesse muitos livros, ou fosse às Nações Unidas com a sua mensagem. Ele estava em seu terceiro ano de canalizações e havia muitos envolvidos, um esforço organizado para desacreditar a sua mensagem. Meu sócio estava de joelhos me perguntando: “Por quê? Por que aqueles que escrevem livros sobre o amor então tentam matar o trabalho do outro?” E eu lhe disse: “É isto que os Humanos fazem. Eles dominam e dividem e sentem que é parte da sobrevivência do seu próprio trabalho.” Então eu lhe disse que eles fariam sempre isto e haveria um momento em que isto não estaria na consciência da humanidade, para nunca fazer isto. É por isto que ele esteve aqui, para ajudar a facilitar a nova energia.
Se um Árabe e um Judeu puderem se olhar e ver a linhagem Akashica e a família, haverá esperança. Se eles puderem ver que as suas diferenças não mais exigem que eles se matem, então há o início de uma mudança na história. E é isto que está acontecendo agora. Toda a humanidade, não importa qual a crença espiritual, tem sido culpada de cair na armadilha histórica da separação, em vez de unificar. Agora isto está começando a mudar. Há uma mudança acontecendo.
O REI SÁBIO
Eu quero levá-los novamente à Salomão, um rei muito sábio. É uma história muito famosa, quando as duas mães reivindicaram a mesma criança. Ambas se confessaram com Salomão de lhes dar o único bebê, e ele foi colocado no colo do rei para que resolvesse este problema. O rei sábio, que sabia do resultado antes que ele tomasse a sua decisão, ordenou que a criança fosse cortada ao meio. Cada mulher receberia metade da criança. Ele sabia o que aconteceria e o fez. Uma mãe imediatamente ficou branca e disse: “Dê a criança à outra mulher.” Então Salomão soube a quem pertencia a criança, instantaneamente. Era a que desistiu da criança. Esta era a mãe verdadeira. Como ele sabia? Porque a compaixão é a coisa mais sábia no planeta e é cheia de solução e de unificação. Isto diz tudo. É a compaixão da mãe sábia, divina, que está fluindo na Terra e literalmente a Kundalini se movimenta de um continente ao outro, enquanto a Terra está sentindo a mudança.
Alguns estão se sentindo desesperadamente sozinhos no processo e sem compreender. Se um computador tivesse consciência, imaginem como ele se sentiria se vocês o desligassem e depois o reiniciassem. Ele perderia a sua memória de tudo que tinha acontecido. É o mesmo agora com a consciência Humana enquanto ela se reinicia em outro paradigma, onde a história não controlará o que acontecerá em seguida. E é isto o que estão sentindo – sozinhos com um potencial de reinício em um paradigma que não tem qualquer tipo de história da natureza Humana.
A NOVA ENERGIA É COMPAIXÃO E UNIDADE
A energia de 2012 tem estado com vocês por 16 anos, enquanto estou aqui, e estará com vocês por mais 20 anos ( como calculado pelo calendário Maia ). É assim que o alinhamento funciona, enquanto ele se move, literalmente através do equador na galáxia. Enquanto a precessão dos equinócios (oscilação da terra), assume o seu propósito e vocês se movimentam no meio do alinhamento, há uma janela de experiência de 36 anos. Vocês estão vivendo em alguma data do solstício do inverno (verão no Brasil). Vocês estão vivendo dentro desta energia e estiveram por alguns anos.
Agora vamos falar somente àqueles nesta sala. Não o ouvinte, não o leitor. Eu quero falar com a sala. Quero falar àqueles que estão nesta energia. Eu quero que saiam de modo diferente do que quando entraram hoje. Eu quero que vocês saiam com uma ativação do que é angelical e aquilo que é energia criadora interior, que lhes dará a sabedoria.
Nem todos vocês aqui acreditam no que o canalizador faz, e isto não importa. Assim, aqui está o seu teste, suas instruções para o dia. Vocês podem olhar àqueles aqui como família, ainda que não concordem com eles? Vocês podem amá-los? Vocês têm uma escolha de deixar este lugar e dizer: “Bem, eu não irei a uma reunião como esta novamente! Eles estão loucos.” Ou poderão dizer: “Eu não irei a uma reunião como esta novamente porque eu não concordo necessariamente com eles. Mas eu os amo e eles serão bem-vindos a minha casa a qualquer momento. Se eles quiserem vir jantar comigo, está bem. E eu posso brincar com eles e estarei com eles e lhes apertarei as mãos. Eu até poderia me casar com um deles, porque eu reconheço que há um Deus, e um Criador, e todos o temos dentro de nós. Eu não concordo, mas posso me unir.”
Assim, vocês chegam a uma compreensão de que as suas idéias e diferenças não mais os separam. Os Seres Humanos podem existir juntos, assim como os países que existem próximos aos outros, sem fronteiras. Suas culturas são ainda únicas, e eles ainda têm o seu próprio país. Mas agora eles estão juntos em um plano maior, aonde nunca irão à guerra com o outro novamente. Eles não podem. Sua existência está ligada à outra. A unificação faz isto. Salomão o sabia, e o segredo é a compaixão.
Queridos, deixem este lugar com compaixão pelo outro. Quando chegarem ao lar e ligarem a sua televisão e verem alguém com quem não concordam, porque eles não estavam politicamente em sintonia com vocês, poderão amá-los? Podem ver o criador interior de qualquer maneira? Podem vê-los participando de um jogo de como as coisas se estabelecerão neste país, de modo que sejam forçados a trabalhar juntos, em unidade? Alguns de vocês viram isto? Forçados a trabalharem juntos. Forçados a um compromisso. Forçados a se unificarem e não a se separarem. Quando o perceberem na política, saberão que isto é real.
É isto que estamos lhes dizendo. Procurem isto. A velha energia parte lentamente, mas virá o dia em que a velha energia se foi. Isto poderia levar uma geração! Alguns de vocês dizem: “Eu não estarei aqui, então!” Eu lhes digo: “Oh, sim, vocês estarão!” Porque não perderão o final! Não é a energia do lar ou qualquer energia angélica que serão capazes de retê-los. Vocês retornarão e haverá um tempo de resposta que é mais rápido do que qualquer coisa em sua história espiritual, porque a história não importa, até a história espiritual. Vocês chegarão e partirão rapidamente. Vocês sempre retornam à Terra, velhas almas. É por isto que os amamos assim.
Eu quero lavar os seus pés agora pelo que estão fazendo com o planeta, velhas almas. Aproveitem a oportunidade para amar alguém, para vê-los quanticamente, para vê-los como muitos, não como um. Observem todos os Humanos na luz de sua linhagem com o planeta. Veja-os tão importantes quanto vocês. Unam-se a eles. Vejam, há uma mudança acontecendo neste planeta e vocês a representam.
Quando digo as palavras: “E assim é”, mantenham a energia. Partam em seu próprio ritmo. Permaneçam sentados se o desejarem por algum tempo, então partam tranquilamente. Deixem este lugar permanecer um santuário até que retornem novamente. Assim, não há aplausos, não há ruídos – somente a unidade, somente um amor pelo outro, somente o pensamento quântico sobre o que está diante deste planeta, se o desejarem, queridos.
Vocês se sentem diferentes com o quebra-cabeça diante de vocês agora? Espero que sim. Solucionável, cada um deles.
E assim é.
Kryon
A informação é gratuita e disponível para impressão, cópia e distribuição. Seus Direitos Autorais, entretanto, proíbem a venda sob qualquer forma, exceto pelo editor.

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Gostou! Indique para seus amigos.

ASSUMINDO RESPONSABILIDADE - 28/12/10


ASSUMINDO RESPONSABILIDADE
Comunicado do Logos Galático Solara Canalizado por Ramaathis-Mam
Dezembro de 2010

Saudações a todos os trabalhadores da luz terrestre que, como suporte evolutivo, estais ativando vossa consciência e sensibilidade espiritual.

Mesmo que o meio social, político e econômico continue com sua catarse evolutiva, isto não deve ser motivo de pânico, e sim de esperança e júbilo interior. A crise sistêmica-evolutiva da qual padece vosso meio social não é um tema desconhecido, porque vossa civilização forma parte de um projeto evolutivo que iniciou há milhões de anos. O que hoje estais experimentando é a síntese dos conflitos sociais gerados por uma avalanche de circunstancias que obedecem a padrões e valores evolutivos disfuncionais. Se fizerdes uma retrospectiva de vossa civilização a partir do início da revolução industrial no século dezenove, compreendereis que forma parte de uma seqüência de transformações na consciência do ser humano. O que vós considerais a era moderna da expansão e desenvolvimento da tecnologia e ciência, se encontra em uma grande encruzilhada evolutiva, porque o objetivo não tem sido para gerar o bem-estar do ser humano, e sim para potencializar e destruir o ecossistema e vossa civilização. As mentes que receberam essa informação científica foram transbordadas pela cobiça, por delírios de grandeza e poder, corrompendo a essência fundamental e divina que existe em cada individuo. Isto significa se desvincular da senda da verdade, da honra e do respeito aos valores espirituais e evolutivos que todo ser humano tem. Por conseguinte, o erro tem sido cometido há muito tempo e, a expressão ou síntese do mesmo é o que estais experimentando na atualidade e, portanto, não deve ser motivo para atemorizar-se.

Todos vós contribuístes em maior ou menor grau para que vosso bem-estar, desenvolvimento e transformação evolutiva-espiritual estejam em perigo e as sombras da destruição do ecossistema e da civilização estão exigindo sua harmonização. Obviamente, como coletivo em estado de retificação evolutiva, sempre fostes conflitantes, devido a disfuncionalidade evolutiva que portais em vosso código genético. Assim como a tendência à perversidade e negatividade forma parte de vossa genética evolutiva, também co-existe com a tendência na direção da luz. Estas duas tendências sempre estão em constante fricção devido às flutuações das freqüências energético-vibratórias duais e à ética do livre-arbítrio, mecanismo que permite transformar-vos ou ancorar-vos em padrões luminosos ou retrógrados. Este é o grande desafio que cada um de vós deve enfrentar nesta seqüência evolutiva, que está exercendo uma forte pressão energético-vibratória em vosso planeta e civilização. Esta não é a primeira vez que está sendo proporcionada a oportunidade de modificar vossa perspectiva evolutiva, e sim que em cada encarnação dispondes da prerrogativa evolutiva da transformação interior.

Agora haveis chegado ao ponto de inflexão evolutivo no qual se exige de vós que se direcionem a uma das polaridades que como catalisadores evolutivos estão provando vossa integridade, sensibilidade e abertura espiritual. Ainda que o cenário planetário seja decadente, isto não é mais do que a evidência da necessidade de que vosso planeta e civilização requerem uma terapia intensiva de desintoxicação evolutiva. Vossos corpos físicos, mentes e sentimentos estão desequilibrados e enfermos, conseqüência das condutas, desejos, ambições e hábitos perniciosos que prejudicam e turvam vossa sensibilidade espiritual. Vossos pensamentos baseados em desejos egocêntricos e disfuncionais são tão tóxicos e destrutivos que geram núcleos de energias aberrantes nos campos eletromagnético e gravitacional de vosso planeta. Toda esta toxicidade psico-físico-emocional é mais nociva que todo o armamento nuclear que há em vosso planeta. O que sois, fazeis e sentis é o reflexo de vossos pensamentos e desejos disfuncionais que não fomentam concórdia, harmonia nem paz individual e planetária. O que está ocorrendo em vosso planeta é o resultado de uma espiral de desejos, pensamentos e ações coletivas destrutivas que como paradigmas sociais se incrustaram em vossa civilização. Ainda que a história não deveria se repetir, vós, como civilização em estado de reciclagem evolutiva, sois responsáveis de que isto ocorra. Agora estais alarmados e o pânico e o sofrimento são cada vez maiores, resposta que vosso sistema imunológico evolutivo está utilizando para repelir a toxicidade que pode gerar uma hecatombe planetária e a destruição de vossa civilização.

Chegou o momento para que sejais sinceros e para que reflexioneis com respeito ao rumo de vossa vida, planeta e civilização, que implica assumir plena e absoluta responsabilidade e adotar pautas de ação de luz construtiva e harmonizadora para que a saúde do ecossistema e de vossa civilização seja restaurada. Então assim que exista uma pressão cada vez maior das freqüências interdimensionais que emanam do centro plasmático de vossa galáxia, cuja finalidade é eliminar a toxicidade evolutiva que tem invadido vossas mentes, sentimentos, pensamentos e sensibilidade espiritual. O mecanismo para que isto ocorra é conectar-se com a freqüência evolutiva interdimensional que, das esferas de luz superior, está sendo instalada em vosso planeta e civilização.

A tendência à inércia é uma patologia muita arraigada em vós, que, além disso, conta com o suporte da resistência à mudança, gerando uma obstrução em vossa evolução e transformação interior. Os tempos de inércia terminaram, e a dinâmica progressista e transformadora do terceiro milênio está implantando uma nova ordem evolutiva-existencial em vosso planeta e civilização. Por conseguinte, a única forma de resolver a crise sistêmica-evolutiva é conectando-se com a freqüência interdimensional, que implica integrar os paradigmas de conduta e conceituais que se fundamentam na conexão e sinergia com o plano divino e com a corrente de expressão evolutiva Aquariana do terceiro milênio. Isto, amados seres de evolução cósmica, é o principio fundamental e axiomático para que a ordem, a harmonia e a coesão fraternal e solidária se restabeleçam em vosso planeta, caso contrários, serão apanhados irreversivelmente pelos efeitos perniciosos e destrutivos de condutas e hábitos irracionais que predominam nas espécies de vida inferior, gerando uma espiral de frustração e sofrimento. Portanto, é vossa responsabilidade evitar que isto ocorra, e sempre deveis recordar que tendes o poder de escolher e agir livremente como dispositivo de evolução cósmica-espiritual que o Criador Infinito outorgou a todos.

Os egocentrismos e projetos pessoais que incentivam a inflação do ego disfuncional devem ser abandonados e se deve buscar a coesão e alinhamento com os valores e paradigmas espirituais que vos estamos transmitindo em nossas mensagens. Toda a informação e metodologia que vos fornecemos é de suma importância para ajudar-vos a incorporar e transcender as limitações psico-físico-emocionais que bloqueiam vossa perspectiva da vida e a evolução cósmico-espiritual. Toda transformação implica metodologia aplicada minuciosamente para que o efeito transmutador se manifeste em sua total plenitude e vos permita abordar as circunstâncias com integridade, sabedoria e harmonia interior, caso contrário, o pânico e a frustração vos sabotarão. Assumir responsabilidade é o componente essencial de vosso edifício evolutivo sem o qual não é possível experimentar a orientação e graça divina para que ocorra a transformação interior. Alinhar-se com os paradigmas evolutivos que vibram em uma tessitura energético-vibratória superior, requer muita integridade, sensibilidade e assumir responsabilidade.

O meio e as circunstâncias nas quais estais imersos é o cenário idôneo que, como suporte evolutivo, vos guia e com o qual podeis aprender o que significa aceitar que tudo está contribuindo para vossa evolução e transformação espirituais, o fundamento do progresso, bem-estar e harmonia interior. Os tempos da elucubração mental, do conflito de egos, das ambições egocêntricas, da resistência e da inércia finalizaram. Ainda que as circunstâncias que vos circundam sejam alarmantes, elas são somente visões limitadas e distorcidas da realidade. O que realmente está sendo incubado e eclodindo é uma nova consciência e perspectiva da vida e da evolução cósmica, onde a inter-relação e a intercomunicação interdimensional serão o fundamento de vossa civilização. Mas para conseguir isto, deveis assumir plena responsabilidade por vossa transformação interior, que gradualmente vos conduzirá pelas avenidas luminosas e harmônicas da conexão com vossa Entidade Luminosa e com a corrente de evolução cósmica, que dos planos de luz superior está sendo orquestrada. Quando assumis responsabilidade pelo que em essência sois e vos sintonizais com o fluxo energético-vibratório de respeito, de colaboração e de coesão fraternal e solidária entre vós e as demais espécies de vida, vos projetais na espiral da ascensão espiritual que o terceiro milênio e a Hierarquia de luz de vossa galáxia tem criado e elaborado para vós. Somente assim transcendereis a visão arcaica e as tendências irracionais que, como resíduos tóxicos, ofuscam vossa sensibilidade espiritual e geram obstáculos no fluxo de harmonia e paz interior que é inerente a vossa Entidade Luminosa.

T
.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.
Tradução: Caren D. Frizzo
http://www.atlantisangelis.org
Gostou! Indique para seus Amigos.

UMA JORNADA PESSOAL PARA UMA NOVA REALIDADE... - 28/12/10


UMA JORNADA PESSOAL PARA UMA NOVA REALIDADE...
COMER, ORAR, AMAR... NA NOVA TERRA
por Célia Fenn
Dezembro de 2010

As pessoas me perguntaram recentemente por que eu não estive escrevendo para o site tão frequentemente nos últimos meses. Bem, eu estive “lá fora”, vivendo a minha verdade e experienciando a Nova Realidade. Nesta próxima fase de nossa Jornada à Nova Realidade, a habilidade em ancorar e manifestar será importante. E, sim, pode ser cansativo estar realmente Desperto e Consciente e viver na Nova Energia através do corpo físico. Nos últimos cinco meses eu visitei a Rússia, a Alemanha, a Suíça, a Áustria, a Itália, França, Portugal, Colômbia e Turquia, trabalhando com a Família de Luz e experienciando a Nova Energia em uma escala Global. Assim, este artigo é de certo modo, um relatório sobre onde eu estive, tanto literal, quanto espiritualmente, e também um manifesto pessoal para a Nova Energia e o Novo Ano. Eu estou de volta ao “lar” e preparada para compartilhar a minha perspectiva da Jornada.

A vida é uma contínua jornada ou aventura de Descoberta, de auto-descoberta e da descoberta de outros e como os outros cruzam as suas jornadas e criações com as suas no ato da co-criação. Nunca estamos sozinhos; na realidade da Quinta Dimensão cada escolha e cada Ato da Criação têm conseqüências, tanto para si mesmo, como para os outros. A experiência da Vida é uma rede da criação e da experiência, infinita e complexa, que fazemos de acordo com as nossas crenças, pensamentos e percepções, e através dos nossos desejos e paixões.

Mas... viver estes ativamente, é muito diferente do que falar sobre eles e sonhar com eles. Sonhar e falar são os primeiros passos, o ato de ancorar os nossos sonhos e paixões requer energia, comprometimento e foco. E determina se estes sonhos permanecem sonhos, ou se eles se manifestam na Realidade do Plano Físico da Quinta Dimensão.

E sim, com estas novas energias aceleradas, a proporção de criações possíveis e prováveis aumenta e se torna mais e mais importante ser perspicaz e focado. Vocês não podem criar tudo de uma vez, nem deveriam querer. É somente ao darem prioridade ao que querem criar e concentrar lá a energia, que os sonhos podem se tornar realidade e vocês podem “aterrissar” os seus sonhos, sem se esgotarem ou verem os sonhos se fragmentarem ou se desintegrarem, porque a sua base não é suficientemente forte no mundo material.

E, sim, as Novas Energias necessitam de novos modos de pensar, perceber e ancorar. Os sonhos da Nova Terra não se manifestarão sobre as fundações da Velha Terra. É isto o que acontece a muitos sonhos e desejos neste momento de transição e de transformação. O sonho não pode encontrar um “espaço” para se “manifestar”, porque ele não pode ancorar nas estruturas da Realidade da Velha Energia que estão se desintegrando de qualquer maneira.

Esta foi a minha experiência nos últimos meses e eu gostaria de compartilhar com vocês os meus insights e percepções que me vieram em minhas viagens. Trata-se de novas percepções, novos modos de pensar e de ser, e de manifestar realmente a realidade de uma Nova Terra ao fazer escolhas da Nova Terra.

Esta jornada não foi fácil para mim em qualquer nível. Eu cheguei em casa exausta, tanto física, quanto emocionalmente, e com bronquite e sinusite. Mas eu experienciei uma profunda “mudança da realidade” interior, que me auxiliou no desenrolar da contínua aventura da Criação da Realidade, enquanto nos encaminhamos para 2011 e 2012.

Eu pensei que em uma referência galhofeira à cultura popular, eu escreveria a minha própria versão de “Comer, Orar e Amar”. Estas atividades parecem ser tão fundamentais à experiência humana que elas têm capturado a imaginação popular. Entretanto, esta não é a versão de Hollywood, estrelada por Julia Roberts, que é basicamente sobre a jornada interior... a versão de Célia Fenn se refere à importância da expressão externa da Comunidade e da Partilha e Apoio como uma expressão equilibrada da nova Realidade de interligações e de Consciência da Unidade da Quinta Dimensão. Experienciar a realidade externa da conexão e do amor é tão importante quanto a jornada interior de cura e de auto-realização, e uma não pode ser experienciada realmente sem a outra. E quando compreendemos este fato como parte da Nova Realidade, somos confrontados com a necessidade de fazermos escolhas em nossas vidas que reflitam isto.

Assim, a versão de Célia Fenn de “Comer, Orar, Amar”, de Dezembro de 2010, é uma reformulação do conceito da “Jornada” como uma criação ou expressão compartilhada da Experiência Humana, como Co-Criação com as Essências Angélicas e Espirituais Mais Elevadas, e como uma manifestação do Amor e de Gratidão por toda a Criação. Trata-se de “nós”, tanto quanto de “EU SOU”, e como nos definimos coletivamente neste Novo Paradigma da Realidade.

COMER... Nápoles e Sorrento... Novembro de 2010

Eu cheguei à Nápoles em uma dia de outono frio e revigorante. Foi há mais do que 20 anos desde que eu tinha estado pela última vez na região da Itália e de Nápoles. Eu me lembrava de Nápoles como uma cidade grande e suja que era perigosa e não muito agradável para visitar. Fiquei surpresa ao ver que Nápoles tinha se transformado em algo que se aproxima da beleza – ou talvez fosse apenas que eu estivesse mais velha e mais capaz de ver a beleza na cidade antiga.

Os picos do Vesúvio, o vulcão ainda ativo que destruiu Pompéia há milhares de anos, ainda formam o pano de fundo para a cidade que abraça a costa ao longo da Baía de Nápoles. A própria Baía é do mais profundo e intenso azul, e quando vocês se dirigem para fora de Sorrento, meu destino, vocês são seduzidos pelo esplendor e pela beleza das falésias, enseadas e aldeias de pesca.

O que eu notei quase de imediato foi a quantidade de alimentos cultivados e pequenas hortas – em todos os lugares. Até entre os blocos de apartamentos havia porções verdes de hortas e túneis de plástico onde o alimento estava sendo cultivado lado a lado com o moderno estilo de vida urbano.

Os Italianos têm um caso de amor com os alimentos. Seu clima mediterrâneo, e a sua paixão como indivíduos produziram uma cultura baseada profundamente na experiência emocional e sensual. É uma cultura que celebra a sua antiguidade através da sua história, além de sua ligação com o momento presente através da celebração do alimento, família e comunidade. E o próprio alimento é uma celebração dos elementos que o criam, a luz do sol, o bom solo, a água e o vento.

Na Itália, é quase impossível ter uma “má” refeição. A refeição é fresca, saborosa e bem preparada porque este é um ponto de honra para os Italianos. Ela é servida com amor e paixão, música e conversas e um bom vinho e isto leva tempo. Sim... A Doce Vida. Sem alimentação rápida, sem alimentos processados ou artificiais. E os Italianos são orgulhosos de suas habilidades culinárias. Eu fiquei emocionada no evento do seminário que eu realizei em Sorrento, quando uma adorável senhora chamada Guiliana que trabalhava no centro, assou uma linda torta “Caprese” de chocolate para o aniversário de um dos participantes. Estava recém-saído do forno e assado com perfeição e o sabor era maravilhoso. Foi elegante e simples, sem exageros, sem supérfluos, apenas os ingredientes puros e frescos, amor e habilidade. Que surpresa de aniversário para todos nós!

Após o meu período na Itália, eu continuei a minha viagem e experimentei muitos alimentos que eram a completa antítese deste – pesados, processados, gordurosos, insossos, artificiais, rápidos e terríveis. Assim, a diferença entre se alimentar na velha energia e na Nova Realidade se tornou mais clara para mim.

Nos últimos anos, o alimento e o nosso relacionamento com ele, se tornaram um ponto central da Jornada da Ascensão para Consciência Mais Elevada. As respostas vão desde aqueles que desejam parar de comer e viver na “luz”, àqueles que acreditam que podem comer qualquer coisa e isto não importa realmente. Há os vegetarianos rígidos, os vegetarianos, e há aqueles que comem carne e se orgulham disto. Lembro-me de que há alguns anos fui repreendida por alguém por apoiar um estilo de vida vegetariano, pois isto era considerado por esta pessoa como irresponsável por “estar em minha posição”. O fato que a maior parte da Ásia é vegetariana e tem sido por milhares de anos, foi rejeitado em favor dos hábitos e vícios alimentares da tendência atual.

Mas, parece-me, com as novas percepções e as novas energias, que os humanos foram projetados para comer. Temos dentes e um aparelho digestivo perfeitamente projetado para processar o alimento. Mas também me parece que não é tanto o que escolhemos para comer que é o problema, mas como este alimento é produzido e/ou cultivado e como ele chega as nossas mesas e as nossas refeições!

Em um mundo interligado, nós somos responsáveis e conscientes. Nossas escolhas não são atos individuais, mas têm implicações para outros no Planeta. Escolher se alimentar de carne, por exemplo, implica em uma cadeia, vamos encará-lo, de crueldade e abuso de animais. Estou bem certa de que a pessoa em geral que fosse visitar e abater ou ver como os animais são criados em empresas com toda a infra-estrutura agrícola, perderia o seu entusiasmo em consumir a carne do modo como as pessoas fazem no mundo moderno. É somente a “desconexão” da velha energia que permite que as pessoas não façam absolutamente nenhuma conexão entre o alimento em seus pratos e o sofrimento que produz este alimento. E se estiverem atentos e conscientes, vocês podem continuar a comer deste modo? Vocês podem celebrar o alimento que é cheio de sofrimento e de dor?

Bem, se estiverem desatentos e inconscientes, então vocês podem. Então, tudo o que vocês vêem é a carne em um prato, e respondem de acordo com as emoções e apetites. Os impulsos mais elevados e mais delicados são esquecidos em favor da “dependência alimentar”, e o consumo contínuo deste tipo de alimento. Não há pensamento, nem consciência, apenas o ato básico de comer e de satisfazer o apetite no nível físico.

Eu acho que esta maneira de comer e de viver tem sido um resultado da “desconexão” dos humanos da terra que os apóia e os alimenta. Antes da industrialização e da mecanização da sociedade, as pessoas tinham um papel muito mais amplo no cultivo e na preparação do seu próprio alimento.

Na infância dos meus avós, cada casa tinha árvores frutíferas e uma horta. Algumas vezes havia galinhas, criadas para pôr ovos e para o alimento. Se vocês não tivessem as suas próprias galinhas, poderiam comprar uma galinha viva dos comerciantes. O Frango Assado da família no Domingo era abatido, depenado e assado pela própria dona de casa. Havia uma compreensão de que o alimento era parte do ciclo da vida e da morte e que era uma bênção de Deus. É por isto que a Graça era sempre dita com convicção e gratidão, e o alimento era comido com alegria.

Em nosso estado desconectado, frequentemente não vemos o alimento como uma Graça e Bênção do Divino e uma parte integrante do Ciclo da Vida. Nós o vemos como algo “lá fora”, que nos atrai, nos engorda, é uma irritação ( fazer compras e cozinhar), ou simplesmente chato. Nós nos esquecemos como celebrar o alimento, a comunidade, a partilha e a Graça de Deus, expressa através do sustento e do alimento para o corpo físico. A Graça de Deus é parte de toda a vida se nos permitirmos ver isto, mesmo com o alimento que comemos todos os dias.

É aonde chegam os Italianos. Eles ainda sabem que o alimento é uma celebração e uma alegria, que fresco e autêntico é melhor, e que o alimento criado com amor e paixão é uma dádiva para os sentidos de Deus. Sim, realmente! Eles também sabem que compartilhar estas dádivas e bênçãos como uma comunidade é um aspecto da Graça e do Amor. Nas tradições mais antigas, isto é assim. Nas aldeias e cidades da Itália, onde o cultivo do seu próprio alimento gera um sentimento e um conhecimento do ser e parte essencial dos ciclos contínuos da Vida e da Morte. Cria uma reverência pela vida e a morte das plantas e animais dentro da cadeia alimentar. E é este respeito que muda o nosso relacionamento com o alimento do “vício” e do “consumo” para a “graça e a gratidão.” Eu acho que quando eu como da minha própria horta, tendo a cozinhar e a preparar o alimento com mais respeito e desfruto mais o que como. Agora eu estou esperando que os tomates amadureçam, mas isto é outra história...

É uma coisa tão simples, conhecida pelos nossos avós, mas perdida nos excessos consumistas do final do século 20. Não é preciso ter fome na Nova Terra, é preciso haver educação, ou reeducação e outro modo de pensar sobre o relacionamento entre os seres humanos, a terra e a água que nos sustenta.

A Nova Terra se refere à Graça, à Gratidão e à Integridade, viver e caminhar com integridade. Honrar o alimento em seus ciclos de vida, fazendo parte dos processos de crescimento e de produção, e celebrando a colheita, é tanto uma parte de nossa antiga história e uma parte necessária de nosso futuro no Planeta. Trata-se de estar desperto, atento e plenamente consciente, e de fazer escolhas que reflitam esta consciência. Trata-se de ver o alimento como uma dádiva da Graça e um caminho para a Graça através da Gratidão quando a energia do alimento que comemos é clara, limpa e cheia de compaixão e honra.

ORAR... Bogotá, Colômbia e Istambul, Turquia

Ao honrarmos o alimento através da Graça e da Prece, nos movemos para o tema da própria oração. A Oração, reconhecemos, não é uma lista de pedidos feitos ao Divino, mas uma celebração de Gratidão pelo que é dado pelo Divino. Sabemos a partir de nossa leitura da Física Quântica que Deus e a Força Divina não estão fora de nós e que precisem ser requeridos, mas é uma Energia que se move através de nós e é parte de nós. Na Nova Realidade, honramos a Força Divina dentro de nós através da expressão do Amor e da Gratidão. Sabemos também através do trabalho de Masaru Emoto que o Amor e a Gratidão são as frequências mais elevadas do sentimento no mundo cristalino das formas-pensamento e dos padrões de criação consciente.

Aprendemos também, a partir dos ensinamentos orientais, que a oração pode ser uma atitude e uma meditação diária em que a Gratidão e o Amor podem ser expressos nas pequenas ações da vida diária, tais como varrer o chão, tirar água e preparar a refeição. São nestes rituais aparentemente banais que a consciência pode celebrar com gratidão, a provisão de um lar e o sustento físico para a forma física. A freqüência da Oração e da Meditação, associadas ao Amor e à Gratidão, criam uma energia de Profunda Paz e Compaixão que nos permite experienciar a Consciência de Unidade e a Conexão de todos os Corações em uma Grade de Amor Incondicional, que é a base do Paradigma da Nova Realidade.

Mas, neste ponto, estamos entre as antigas formas de energia, onde a Prece e a Meditação são vistas como experiências individuais, em que as coisas são solicitadas ou “ordenadas” à Presença Divina, e a Nova Realidade, onde a Prece é uma expressão de Gratidão e de foco Coletivo, trazendo a Paz e a Cura onde é mais necessário. Nos últimos anos, nós aprendemos como trabalharmos juntos coletivamente para concentrarmos energias poderosas de meditação em lugares no Planeta que estão em crise. Eu acho que quando entrarmos mais plenamente na experiência e na compreensão do poder da Prece e da Gratidão como uma Força de Cura, tanto individual, quanto coletivamente, começaremos a ver como podemos ser poderosos quando concentramos a energia desta maneira. Nós criamos um espaço livre para o fluxo da Energia Divina e a manifestação de Milagres.

Uma das forças mais perturbadoras na Terra hoje é a velha forma de energia do fundamentalismo religioso e da intolerância. Estas formas vêem a sua própria expressão de Oração e da “verdade”, como as únicas, a única verdade, e eles estão dispostos a matar e a morrer por esta verdade e pela sua percepção desta verdade. Esta é a velha energia da dualidade da terceira dimensão, onde até a Energia Divina é dividida em formas de “bem” e “mal”, permitindo o antagonismo e a agressão em nome de Deus.

Na Realidade da Nova Terra, o poder da Consciência de Unidade e a experiência da interligação e de ser Uma Família na Terra podem nos mover através das intolerâncias e divisões em uma celebração de diversos caminhos e tradições espirituais em suas formas puras e claras, além da manipulação e da distorção que ocorrem quando o poder político vê a religião como uma ferramenta para controlar as pessoas e as suas vidas. Neste espaço além do medo, da manipulação e do controle, podemos começar a ver como o impulso para honrar o Espírito Divino interior, tem sido expresso de modos muito diferentes e por muitas tradições diferentes. Na raiz de cada um está o desejo de “conhecer” Deus e viver em alinhamento com a Vontade Divina como ela é percebida e compreendida.

No início de Novembro de 2010, eu viajei para Bogotá, na Colômbia para participar de uma “Peregrinação pela Paz”, que foi organizada pela Fundação da Graça, de Tamera, em Portugal, sob a liderança de Sabine Lichtenfels. Tamera é uma comunidade internacional da paz, ao Sul de Portugal, baseada na idéia de criar uma forma social que possa expressar uma sociedade além da guerra e do conflito. Suas peregrinações são oportunidades para levar as sementes de energias da Paz e da Graça aos locais de intenso conflito e trauma na Terra, tais como Israel, Palestina e Colômbia. Romper as energias escuras e pesadas nestes locais requer comprometimento, coragem e foco daqueles que participam. As peregrinações são desafiadoras nos níveis espiritual, mental, emocional e físico.

Minha experiência em Bogotá foi do poder da Graça, da Gratidão e da Prece como uma ponte e fonte de cura em uma comunidade traumatizada e cheia de conflitos, tais como na Colômbia. A peregrinação foi organizada em cooperação com a Comunidade Colombiana da Paz, de São José de Apartado, em Mulatos. A Comunidade da Paz foi alvo dos conflitos na Colômbia, e parte do propósito da Peregrinação era elevar a consciência da Paz, como uma alternativa para os conflitos profundamente enraizados na sociedade Colombiana. Foi uma alegria e um privilégio para mim, andar e trabalhar lado a lado com os participantes de São José, assim como aqueles da comunidade internacional. Eu tenho que admitir que fui incapaz de completar toda a peregrinação, devido aos horários conflitantes, fadiga de vôo, exaustão e falta de sono. Mas tive a sorte de experienciar o passeio para cima e sobre a montanha, em Ciudad Bolivar, no sul de Bogotá, e nunca me esquecerei deste dia. Fomos protegidos pela Brigada da Paz e pelos marechais da organização Ativa de Bogotá, mas ainda assim foi uma experiência difícil e desafiadora.

O que eu me lembrei como pontos altos nesta experiência, após o passeio em Ciudad Bolivar, foram duas Missas Católicas que eu participei. Eu fui criada em uma forma de Cristianismo Protestante, mas eu sempre apreciei a Graça e o Ritual da Missa Católica. A primeira missa foi em uma pequena igreja em Bosa, também ao sul de Bogotá, em que o Padre local nos convidou a nos unirmos à comunidade local em uma Missa para homenagear a Peregrinação e os seus objetivos. Foi uma experiência maravilhosa, na qual eu senti realmente a sua gratidão e aceitação de quem éramos e o que queríamos alcançar. Foi um encontro de Colombianos e Internacionais em uma Prece de Gratidão pela Paz e àqueles que vieram em nome da Paz e da Graça.

Eu tenho que dizer que fiquei profundamente impressionada pela coragem e comprometimento daqueles que participaram da Peregrinação. Nunca foi fácil, e, entretanto, houve momentos de alegria e de intensidade, nos quais o Amor e a Compaixão foram as energias que criaram um senso de Comunidade e de Unidade.

Eu continuo intensamente grata a uma mulher bondosa e bela, chamada Emma de Israel, que segurou a minha mão e me “carregou” pela montanha acima com o seu amor e o seu apoio. Quando eu disse a minha orientação interior que eu me sentia inadequada, precisando de apoio, a resposta que eu recebi foi que eu tinha apoiado tantos, que agora era a minha vez de sentir como era ser apoiada através de uma “ascensão” desafiadora. Sim, o que eu posso dizer, a não ser expressar a gratidão que eu senti e dizer que chorei e ainda fico chorosa quando penso naquele dia.

A segunda experiência foi a Missa de Celebração no final da Peregrinação, em La Calendaria, área central de Bogotá. Esta foi uma bela experiência da consagração do Pão e do Vinho, em uma celebração comum, do que tinha sido atingido, juntos. O Padre deu um belo ritual que foi seguido pela tradicional divisão do pão, que foi mergulhado no vinho e dado a cada pessoa que participou do ritual. Foi uma cerimônia de intensa alegria e gratidão por uma comunidade de pessoas que tinham compartilhado juntos e trabalhado por um objetivo comum – trazer a Paz e criar uma sociedade além do medo e do conflito. E sim, eu chorei lá, também!

As pessoas que participaram destas cerimônias não eram todas Católicas. Eram judeus de Israel e pessoas que não estavam familiarizadas com a tradição Católica. Mas a energia era de família, de compartilhar um ritual de Gratidão Piedosa, que foi além do dogma religioso e da história em um reino de Luz e de Amor Incondicional. A Prece é, certamente, uma força poderosa para unir uma comunidade de pessoas em uma energia comum de Paz, de Amor e de Gratidão. Na Nova Realidade, nós compreenderemos verdadeiramente que a Prece e a Espiritualidade é um reflexo do que está em nossos Corações, e se a Paz estiver em nossos Corações, então a Paz é o que experienciaremos em nossas expressões de Serviço e de Amor, não importa qual “fé”, ou “ritual” usemos para expressar estas energias, pois a Graça do Divino flui através de todas as coisas e todas as formas onde há Paz e o Amor.

Depois de Bogotá, eu voei para casa, via Paris e Istambul, e passei dois dias em Istambul, para conhecer a cidade com os amigos da Família de Luz. Era um mundo e uma cultura diferente. Da América Latina ao Oriente Médio, de uma Cultura Católica a uma Cultura Muçulmana. Eu sempre quis ver a antiga e bela Igreja de Hagia Sophia, em Istambul, e assim eu tinha escolhido um hotel na Velha Cidade, próxima à Sultanahmet, onde Hagia Sophia está localizada com a sua “gêmea”, a famosa Mesquita Azul.

E assim, em uma bela tarde e noite de outono, eu fui capaz de explorar a energia da Prece nestes dois belos e graciosos edifícios. Primeiro, Hagia Sophia, que agora é um museu. Por ela ter sido primeiramente convertida em uma Mesquita, e então em um Museu, a energia do Sagrado foi fragmentada e é difícil de detectar em Hagia Sophia. É uma importante e velha dama e se pode imaginar quão bonita ela deve ter sido quando estava servindo ao seu propósito original de ser uma Igreja da Sabedoria Feminina Divina, “Sophia”. Ela foi também construída para representar o Cosmos, como era entendido naquele tempo, e para ser a Igreja mais impressionante e assim trazer os fiéis à Constantinopla, como Istambul era conhecido quando era o centro do Cristianismo Bizantino. Mas então a cidade se tornou Muçulmana e Hagia Sophia se transformou em uma Mesquita.

Os sussurros do passado, das energias passadas da Fé e do Amor estão ainda lá, ainda que seja agora um edifício secular. A energia da Prece e da Devoção frequentemente permanece como um eco após o Espaço Sagrado ter sido secularizado.

E assim, em seguida, no início da noite, fomos para a Mesquita Azul, um edifício “gêmeo”, com um estilo semelhante que está localizado por perto. É um centro importante e ativo do culto Muçulmano em uma cidade que é predominantemente Muçulmana. É um edifício muito imponente e bonito. Os visitantes estão autorizados a entrar na Mesquita, mas como mulher, isto consiste em cobrir o corpo e a cabeça. Assim, caminhamos com o véu e para o centro da Prece e da Devoção.

A energia dentro da Mesquita pode somente ser descrita como Tranqüila e Maravilhosa. A energia de muitas pessoas orando, é sentida como uma Paz e um Amor profundos. Eu passei algum tempo na área dos “turistas”, mas como mulher não nos foi permitido entrar na área principal da Oração. Assim, entramos na seção das mulheres. Sim. Foi uma bela experiência para mim. Além disto, era muito mais descontraído e informal, havia crianças brincando em silêncio, assim como mulheres envolvidas em profunda devoção e prece. Três de nós se sentaram tranquilamente no tapete e meditaram, e em seguida Mahasti leu para nós o Alcorão. Eu não tenho idéia do que ela leu, pois foi em Árabe, mas a energia era calma e maravilhosa. Foi uma experiência da qual eu me lembrarei também, sentir como era participar de um centro Muçulmano de Devoção.

Naturalmente a questão da separação de homens e mulheres no culto surgiu, como, é claro, que deve. Esta forma de “separação”, é uma das coisas que serão eliminadas enquanto a Nova Energia se torna mais forte. Nazli sugeriu que deveríamos apenas caminhar na seção dos homens, como um meio de abrir caminho e fazer uma declaração. Eu já tinha sido maltratada em um Espaço Sagrado no Complexo de Mesquitas Al Aksa, em Jerusalém, e eu não tinha pressa em repetir a experiência. Parecia a coisa certa sugerir a ela que deveríamos esperar até que fôssemos convidadas ao espaço.

E isto acontecerá. O Arcanjo Miguel me mostrou uma visão futura desta área de Sultanahmet. Os dois edifícios são como as Chamas Gêmeas, o Hagia Sophia apoiando o Feminino Divino e a Mesquita Azul, apoiando o Masculino Divino. É parte do Plano Divino de Transformação que estes dois prédios formem um dia um complexo único, onde eles representem a energia do Sagrado Coração e da União Divina. Haverá extensos jardins criados ao redor dos edifícios, e as pessoas virão pelo mar para caminhar nos Templos do Sagrado Coração e se envolverem na Prece e na Meditação nesta antiga cidade que liga a Europa e a Ásia, o Oriente e o Ocidente. Istambul será o “Coração” do Oriente Médio.

É bom lembrar que há um Plano Divino para a nossa Evolução, e que de acordo com o Arcanjo Miguel muitos dos Edifícios Sagrados que existem agora, são planejados para se tornarem centros da Luz Dourada e Templos Solares para a Nova Sabedoria e a Nova Terra. Haverá um tempo no futuro em que a Família Humana se tornará Uma, quando recordarem este momento e pensarem como eram bárbaros nas formas da fé e da expressão, e eles celebrarão a energia do Coração e da Família nestes belos edifícios. Haverá um tempo em que homens e mulheres caminharão e orarão livremente nesta área, e honrarão o Espírito Divino que orientou os humanos a criar Espaços Sagrados para expressar a Essência Divina.

AMOR... Berchtesgaden, Alemanha, Zurique, Suíça

A Mudança, Transformação, Ascensão ou Mudança de Percepção, está centrada em torno de uma mudança de um modo de ser essencialmente mental para um modo de ser centrado no coração, baseado no sentimento e na intuição, assim como os processos mentais. Neste modo de Ser da Nova Terra, é o Amor que determina as nossas escolhas e nossas ações no Mundo. E, entretanto, é extremamente difícil definir o Amor. Em nossa cultura ocidental, tendemos a ter somente uma palavra “amor” que abrange muitos modos diferentes de sentimento e de expressar aquilo que chamamos Amor. Os antigos Gregos, que pensavam muito sobre as coisas, vieram com cerca de 30 palavras diferentes para definir tipos diferentes de Amor. A idéia é que Amor é um conceito muito importante, um conceito muito fluido, e que ele abrange muito, talvez muito mais do que temos sido condicionados a associar à palavra “Amor”.

Na cultura ocidental, o Amor é essencialmente um conceito Romântico, o centro de muitas das produções da indústria do entretenimento, com um forte conteúdo sexual e erótico. Então, há o amor familiar, que é compartilhado por pessoas em grupos da família biológica. Temos muito pouca conexão com o Amor Compassivo e o Amor Humanitário, que é o amor expresso por todos os membros da Família Humana, para a Terra e para os Seres Sensíveis. Normalmente nós não celebramos este amor em nossa cultura popular, e assim ele se torna marginalizado em nossas vidas.

Mas, na realidade da Nova Terra da Quinta Dimensão, quando experienciarmos a natureza da conexão e da consciência da unidade, nos tornaremos mais conscientes da natureza deste tipo de Amor. É o Amor Divino, o grande e incondicional Amor da Fonte por toda a criação, porque toda a criação é boa e maravilhosa. É um Amor que reconhece que somos Uma Família, e que somos responsáveis por nós mesmos e por cada um na Rede da Vida. É um Amor que diz que não podemos viver as nossas vidas apenas para nós mesmos, porque não somos apenas indivíduos únicos, mas somos também uma parte integrante da Rede da Vida, e que o que fazemos e escolhemos, faz uma diferença.

Também é verdade que enquanto nos movemos além das velhas formas da consciência da dualidade da terceira dimensão e para a consciência de unidade da quinta dimensão, teremos que compreender o Amor como uma energia onipresente e Luz, e também teremos que compreender melhor o que acontece quando esta Luz e este Amor são distorcidos ou bloqueados pelas escolhas que as pessoas fazem. Para explicar isto, talvez eu possa compartilhar com vocês as minhas experiências na Alemanha, em Outubro. Eu gosto de trabalhar na Alemanha e com a Família de Luz Alemã, e eu visito este país frequentemente. Eu aprecio o foco na energia “Verde” e nos estilos de vida orgânicos que é muito forte na Alemanha, e o árduo trabalho que é realizado com tanta devoção por muitos da Família de Luz na Alemanha, assim como na Áustria e na Suíça. Desta vez, os meus amigos sugeriram que desde que estávamos trabalhando na cidade de Munique, poderíamos fazer uma viagem à Berchtesgaden, nos Alpes da Baviera, pois eu tinha manifestado anteriormente um interesse em ver este famoso lugar.

Berchtesgaden é famosa por sua associação com Hitler e o movimento Nazista e pelo “Ninho da Águia”, a casa construída por Hitler, no alto das montanhas. Pareceu-me interessante visitar esta área, antes de viajar para Bogotá, onde a energia escura e pesada da “falta de amor” ainda estava presente com o trauma da violência e da morte.

Berchtesgaden e a área circundante é muito bonita, e é difícil entender como uma forma de energia política que era tão escura e má, pudesse ter surgido e prosperado nestas montanhas imaculadas. Chegamos lá no final de Outubro, tinha nevado na noite anterior, e algumas árvores estavam cobertas de neve, mas ainda tinham as suas folhas douradas e vermelhas do outono. A energia na área é de alta freqüência e clara, apoiada pela Natureza e uma energia elemental muito ativa. Mas enquanto nos aproximávamos da área do Ninho da Águia, a energia ficou escura e pesada.

Havia seis pessoas que realizaram esta viagem, e éramos todos Trabalhadores da Luz fortes e experientes, que tinham trabalhado antes com as energias na Alemanha. Todos nós estávamos conscientes de que as energias que fôramos chamados para transmutar e transformar neste momento, eram muito escuras e densas. Sentimos isto a um nível intenso, embora não falássemos muito sobre isto. Também é do meu interesse que os meus amigos Alemães geralmente não sabem tanto sobre o Terceiro Reich e Hitler como eu. Eu tive História no colégio e na universidade, bem como “O Mundo em Guerra”, que eu via na TV. Depois da guerra na Alemanha, a supressão do Nazismo fez com que a nova geração dos Alemães realmente tivessem pouco acesso à informação sobre o seu passado. Um dos meus amigos naquele dia tinha feito um esforço para ler e aprender tanto quanto podia sobre este período, a fim de melhor compreender o seu próprio passado e o de seu povo.

Mas mesmo assim, a diferença entre as interpretações dos eventos na Alemanha é clara, e se tornou mais clara para mim quando eu visitei o “Centro de Documentação”, que é na verdade um museu da História de Hitler e do Terceiro Reich e o seu movimento na área do Obersalzburg, como esta área é conhecida. Eu me sentei e assisti aos vídeos de Hitler, e ouvi os seus discursos nos comícios, ao lado dos Alemães em Nuremberg, e eu imaginei o que eles pensavam. Para mim, pessoalmente, fui capaz de olhar, ver e perceber a escuridão e a opressão, mas também me mover além da tendência em nossa sociedade de “responsabilizar” tudo isto a uma pessoa e os seus seguidores. Eu senti que o que Hitler estava expressando era uma energia coletiva, uma energia muito escura e densa que absolutamente precisava ser liberada e expressa, de modo que a Terra pudesse se transformar.

Temos que lembrar que antes a Alemanha era um país unido, ela era o “Sagrado Império Romano”, dominada pela religião Católica, e que Hitler era apoiado em seus objetivos por Mussolini, na Itália e os Francos, na Espanha, além de países onde a energia Católica distorcida era dominante. Havia uma história de distorção de poder, de perseguição de vítimas, queima das bruxas e a Inquisição. Antes disto, houve a conquista dos povos pagãos e a apreensão dos seus locais sagrados, em nome da expansão cristã. Sim, havia milhares de anos de dominação e controle e a energia escura, energia do Carma, se assim o preferirem, que precisava ser expressa, em que o drama da vítima e do agressor seria efetuada de tal modo que limparia a Terra desta energia em particular e criaria um espaço para a Nova Terra e as frequências mais elevadas. A própria Terra precisava liberar estas energias escuras de suas grades, de modo que ela pudesse se realinhar com as frequências cósmicas mais elevadas.

Sim, a energia da “falta de amor” tinha se tornado tão forte que ela tinha criado uma escuridão que cobria o continente da Europa e o impediu de evoluir de acordo com o seu Plano Divino e o seu propósito mais elevado. E assim a energia escura foi permitida e foi manifestada na guerra. Onde o Amor for substituído por idéias, ideologia, medo e o desejo pelo poder, então estas distorções podem criar uma energia escura que também se torna um vórtice que atrai as pessoas para o seu poder. É onde as pessoas medíocres são atraídas para estes vórtices e se tornam parte do drama sombrio da “falta de amor”. Para clarificar estas energias escuras, o caminho foi aberto após a guerra para que muitas almas poderosas e evoluídas encarnassem na Europa com a missão de trazer de volta a Luz, e isto é por que a Família de Luz é tão forte na Alemanha. Estas almas evoluídas trouxeram a energia do Amor. Elas a mantiveram em seus Corações e elas a ancoraram na Terra, para purificar e reestruturar as Grades da Terra e as Grades do Coração, de modo que a Luz pudesse fluir livremente novamente. E, naturalmente, agora as Crianças Índigo e Cristal estão também em grande número, fazendo uma diferença para a energia e trazendo a Luz do Coração.

Foi este tipo de trabalho que seis pessoas do nosso grupo realizaram naquele dia. Nós estamos sendo usados como canais para limpar, transformar e ancorar as novas energias Dourada e Platina que estão criando as grades da Nova Terra. Estas são as energias da Luz Crística e do Amor Incondicional para a Terra e para a Família Humana, e as elevadas freqüências de Shekinah, o Amor Feminino Divino da Grande Mãe Cósmica. Foi um dia muito difícil para todos nós, mas sabíamos que este trabalho precisava ser feito neste momento. O sol tinha saído e envolveu o Ninho da Águia, como se para indicar que a Chama Dourada da Luz Crística tinha envolvido o edifício e o purificado completamente, de modo que ela pudesse ser integrada na Nova Terra. Ao nos movermos além da dualidade e para a consciência de Unidade, podemos ver que o que aconteceu nesta região foi parte de uma energia maior coletiva que precisava ser expressa, de modo que ela pudesse ser liberada e eliminada da Terra. Era, entretanto, escura e destrutiva, um ato da Graça que permitiu que a Terra continuasse a evoluir, ao invés de ser destruída pelo acúmulo de energia escura e pesada.

E assim, uma experiência de Amor como a Compaixão e a interligação dentro de um Grupo. Isto foi em Zurique, onde eu dei o meu primeiro seminário de fim de semana, na Suíça. O grupo de cerca de trinta pessoas era composto de pessoas da geração pós-guerra, assim como alguns Índigos da geração mais jovem, e a interação entre eles foi fascinante e maravilhosa. As pessoas que participaram foram atraídas obviamente para o meu trabalho, e elas estavam à vontade com as meditações e as ativações que fizemos juntos como uma Família de Luz.

Mas a freqüência da energia em Zurique é muito clara, e as pessoas que vieram estavam abertas e centradas em seus Corações, na energia do Amor. Isto criou uma energia e uma experiência de Fluxo e de profundo Amor. Foi uma verdadeira experiência de um grupo de pessoas trabalhando na energia da Quinta Dimensão da Conexão e da Compaixão. Normalmente, quando eu dou um seminário, eu trabalho muito arduamente para manter o campo do Amor e da Compaixão para o Grupo. Neste caso, a energia retornou para mim tão poderosamente pelo Grupo que eu me senti energizada no final, e não cansada como geralmente fico após um final de semana cheio de trabalho.

A natureza foi também uma parte de nosso trabalho juntos, e no segundo dia nós compartilhamos juntos, os rituais mais poderosos para a água e o fogo, e em honra da energia do Feminino Divino. Novamente, o fluxo do amor era tão poderoso que cada ritual só se revelou como um rito sagrado de Amor e de Partilha. Foi maravilhoso, e eu honro cada pessoa presente que compartilhou desta criação de Amor Compassivo como um Grupo e trabalhou não somente para o bem maior do grupo, mas também da Humanidade em sua contínua evolução para a Luz e o Amor. É este tipo de trabalho que está eliminando as energias escuras e reestruturando a matriz de luz, de modo que a realidade da Nova Terra possa surgir nos Corações e Almas de toda a Humanidade no Planeta.

Honrando o Feminino Divino com Fogo e Luz

Na Nova Realidade, a nossa percepção do Amor será intensamente expandida para incluir este nível de Amor Compassivo. Os Antigos Gregos o teriam chamado de “Ágape”, o amor baseado nos mais elevados princípios espirituais. Eu acho que o Ágape também será a forma predominante de Amor entre os indivíduos e nos Íntimos Relacionamentos Amorosos. Nós nos moveremos além dos hábitos emocionais e apetites físicos, para uma expressão de amor que é Espiritual e conectado à Alma, assim como Ancorado no Coração e na Realidade Física.

Eu terminarei esta discussão sobre o Amor com uma consideração de Amor nos Relacionamentos Pessoais. Ao nível Espiritual, todos nós estamos familiarizados com os conceitos da Alma Gêmea e da Chama Gêmea, embora haja diferenças de opinião e de definição. Mas, ao nível de ancoragem destes relacionamentos no plano físico, é onde a maior parte das pessoas tem problemas... como expressar estes Novos Relacionamentos de modos que vão além dos velhos paradigmas do Amor Romântico da velha energia.

Eu devo admitir que em Bogotá me encontrei tendo uma conversa com um amigo sobre a natureza do Amor e dos Relacionamentos. Esta foi uma continuação de uma discussão que começamos seis meses antes, em Portugal. Ambas as conversas foram interessantes para mim, porque eu me percebi tendo que articular conceitos sobre os quais eu estivera pensando nos últimos anos. A minha compreensão é que na Nova Realidade todos os relacionamentos serão “conscientes”, no sentido de serem escolhas do coração, e serão ancorados nos princípios espirituais mais elevados e no Coração, e serão expressões de Amor, ao invés de sexo, dinheiro ou poder, como no passado. Haverá ainda espaço para expressões de energia erótica e sexual, mas estas não serão o foco principal da parceria. Nem haverá a necessidade de fazer algum “trabalho” em conjunto para a definição do objetivo da conexão, como foi sugerido no passado. O próprio Amor será a razão para a conexão e a definição do relacionamento. Tudo o mais fluirá a partir deste ponto de Amor e de Paixão, expressos na forma mais elevada possível. E isto, para mim, significa Honestidade, Sinceridade e Integridade em todos os momentos.

Quando eu estava passando por uma livraria do Aeroporto, a caminho de casa, desta viagem, eu peguei o último livro de Paulo Coelho sobre a sua experiência da Peregrinação à Santiago. Eu virei uma página e era uma discussão de amor, de Ágape, Eros e Philos, que é o amor da amizade. Parece que uma consciência de natureza do amor e como ele se expressa, está se tornando uma parte do foco coletivo neste momento.

Gostaria também de dizer que o meu amigo concordou com a nossa discussão sobre o Amor, mas eu não tenho certeza que nós concluímos. Estamos ainda trabalhando para definir como expressaremos e honraremos o Amor entre nós no nível mais elevado, de modo que o principio espiritual, Ágape, possa se tornar parte de todo o amor que expressamos no Mundo.

E assim, neste momento, estou reservando um tempo para descansar e integrar todas estas experiências e percepções. Para celebrar a passagem de 2010 e dar as boas vindas às novas energias de 2012. Eu sei que a energia em 2011 continuará a exigir que estejamos despertos, atentos e plenamente conscientes de nossas escolhas e potenciais na vida. Nunca estamos sozinhos; as escolhas que fazemos afetam as pessoas a nossa volta e a energia no Planeta. Talvez 2011 seja o ano das Escolhas Responsáveis, enquanto trabalhamos juntos para manifestarmos uma Nova Terra, onde cada ser vivo possa viver em Paz, Harmonia e Amor.

Namastê!... E Gratidão e Amor a todos que compartilharam comigo desta Aventura e Jornada de Amor e de Crescimento!
________________________________________
© 2009-10 Celia Fenn e Starchild Global

Este trabalho é licenciado sob a Creative Commons License

http://www.starchildascension.org/

Você é livre para copiar, distribuir, exibir e executar a obra, sob as seguintes condições: Você deve dar crédito ao autor, não poderá utilizar este procedimento para fins comerciais, e você não pode alterar, transformar ou basear - se neste trabalho. Para qualquer reutilização ou distribuição, você deve deixar claro para outros os termos da licença deste trabalho. Qualquer uma destas condições podem ser derrogadas se você obter permissão do detentor dos direitos autorais. Qualquer outra finalidade de utilização deve ser concedida autorização pelo autor.

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Gostou! Indique para seus amigos.

BÊNÇÃOS PARA UM NOVO TEMPO - 28/12/10


BÊNÇÃOS PARA UM NOVO TEMPO
WORLD BLESSINGS – MANTENDO A LUZ PARA UMA TERRA SAGRADA
22 de Dezembro de 2010

Amados,

Vocês são abençoados aos olhos de Deus, até em momentos de grande provação. Frequentemente, durante um período de crise, não é possível sentir ou perceber as muitas maneiras em que Deus os está mantendo e os apoiando, e assim é no momento presente, quando a humanidade está às voltas com múltiplas crises, individual e coletivamente.

Neste momento em que um velho modo de vida está terminando, um novo está nascendo. Ainda não é possível ver exatamente com os olhos físicos o que está surgindo; entretanto, é possível com os olhos do coração.

O coração vê e sente o amor de Deus, e compreende o milagre da vida. Embora o coração humano sinta a dor e o sofrimento, assim como alegria e esperança, o coração divino está unido à Deus em todos os momentos, até quando o ser humano, encarnado, não pode sentir nada de positivo ou edificante.

Amados, todo um capítulo da história da humanidade está chegando ao fim neste momento. Os relacionamentos sociais, culturais, econômicos, políticos e pessoais que foram criados através da consciência separada estão agora se transformando.

Este momento de transformação é difícil e desafiador, e também cheio de bênçãos. Enquanto mais luz espiritual se infunde na Terra e em todos os seres na Terra, é mais possível sentir o amor e a realidade espiritual milagrosa que existe simultaneamente na vida física encarnada.

Enquanto o ano significativamente desafiador de 2010 chega ao término, é possível ser grato até entre as profundas dificuldades que existem. Os novos padrões energéticos da luz espiritual que foram estabelecidos na Terra física estão agora se expandindo e ganhando força, afetando a consciência de todas as almas encarnadas na Terra.

Isto está causando um processo de despertar espiritual para muitos que está revelando a verdadeira natureza da vida, e expandindo possibilidades que não foram antes concebidas. O despertar espiritual revela a verdadeira natureza da identidade de uma alma que é tanto Una com o Todo, como também divina e preciosamente única.

O despertar espiritual de cada alma individual expande a harmonia divina na consciência coletiva de toda a humanidade. Como um raio de luz que se expande e atinge todos os outros raios de luz, cada alma desperta contribui com a luz do todo.

CURA ESPIRITUAL

Amados, este momento de transformação espiritual tem efeitos profundos nas vidas físicas, emocionais e energéticas de todas as almas encarnadas na Terra.

A luz espiritual está se infundindo no corpo, mente e coração, ativando um profundo processo de cura espiritual que liberta a alma da escravidão da separação, da limitação e da dor. Este processo de purificação pode ser intenso, e assim há muitos apoios espirituais disponíveis na Terra para ajudar as almas a ancorar a luz, até durante momentos de extrema dificuldade.

Amados, neste momento o aumento da luz espiritual está catalisando mudanças generalizadas no corpo humano, assim como na consciência. Um dos sintomas mais comuns que está sendo experienciado por muitos neste momento é a fadiga e dificuldades com a memória. A razão para isto é que a experiência do tempo linear está mudando, enquanto os seres humanos se tornam mais conectados aos seus eus multidimensionais.

Esta maior conexão com os reinos espirituais está acelerando o ritmo no qual os átomos e elétrons se movimentam nas dimensões físicas, e este aumento na freqüência está mudando os campos eletromagnéticos dentro do corpo humano. Sintomas novos e incomuns estão aparecendo, alguns dos quais não têm nenhuma explicação médica, mas que são o resultado da dissolução da consciência separada.

O corpo humano está sendo re-padronizado, tanto energético, quanto fisicamente. A maior parte destas mudanças é gradual e não imediatamente perceptível, exceto para aquelas almas cujo trabalho requer uma maior incorporação da luz espiritual. Isto é especialmente verdadeiro para aqueles que trabalham como curadores, cujos corpos estão sendo purificados e infundidos com luz a um ritmo mais acelerado, de modo que eles possam servir de apoio aos outros.

RELACIONAMENTOS ESPIRITUAIS

Amados, neste momento há uma infinidade de novas possibilidades disponíveis nos relacionamentos. Todos os relacionamentos são relacionamentos espirituais, pois todas as almas estão conectadas a um propósito divino. Até aqueles relacionamentos que têm sido limitados ou difíceis por um tempo muito longo, têm agora novas possibilidades com o advento de maior luz espiritual na Terra. Meditações sobre o Amor, Relacionamentos e Liberação, oferecem apoio para passar para a profundidade do que é agora possível para os relacionamentos espirituais.

PREPARANDO-SE PARA 2011

Os novos padrões energéticos que foram estabelecidos na Terra irão proporcionar a todas as almas, novas oportunidades em 2011. O que não foi possível se tornará possível, não através dos esforços do ego ou do eu inferior, mas através das ações Divinas agindo em harmonia com o Eu Superior.

“Que seja feita a sua Vontade”, é o mantra que permitirá que o ser humano, encarnado entre em pleno e completo alinhamento com o propósito divino de sua alma. O alinhamento da nossa vontade com o Divino cria harmonia e paz no corpo, mente e coração. Esta harmonia se irradia para o mundo e aumenta e expande a luz disponível a todas as almas na Terra.

Amados, muitos de vocês estiveram esperando por muito tempo pela manifestação da luz espiritual na Terra. Vocês escolheram estar aqui na Terra agora para testemunhar e participar desta milagrosa transformação. Tem sido um longo período de gestação, cheio de muitos desafios. Um novo nascimento começou, e agradecemos a todos que estão participando conosco deste sagrado tempo.

WORLD BLESSINGS – MANTENDO A LUZ PARA UMA TERRA SAGRADA

http://www.worldblessings.net

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Gostou! Indique para seus amigos.

Quando Tudo o Que Resta É Deus - 28/12/10


Quando Tudo o Que Resta É Deus
Mensagem de Neale Donald Walsch
17 de dezembro de 2010

Eu sei que não preciso de vos dizer que de hoje a uma semana é Véspera de Natal – uma época do ano muito feliz para tantas pessoas. E, contudo, para tantos outros, que têm sofrido perdas profundas e que estão a enfrentar desafios muito grandes neste dias, a temporada de férias pode ser um tempo muito difícil… e compreensivelmente também. Para algumas pessoas, tudo o que era importante tem sido tirado…

Para todos nós chega um tempo em que tudo o que resta é Deus…

Isso acontece na maioria das vidas das pessoas mais do que uma vez. É aquele momento em que vos sentis total e completamente isolados. É aquele tempo em que sentis, não que ninguém vos ouve, mas que não há ninguém para vos ouvir. Estais realmente sozinhos de todo. Não há ninguém mais, mesmo quando há mais alguém na sala. Não há mais nada, mesmo quando há muito mais à volta. Há apenas vós, mesmo quando o mundo vos rodeia. Talvez especialmente quando o mundo vos cerca, só existe vós.

No entanto, chega um tempo em que tudo o que resta é Deus. Nada mais importa. Nada mais tem qualquer significado. Nada mais vos chama, exige a vossa atenção – ou é, ainda, digno dela.

Esse tempo chega, parece-me a mim, ou quando não tendes nada ou quando tendes tudo. Este momento chega quando tudo o mais vos foi tirado e não há nada mais, ou quando tudo vos foi dado e não há mais nada que pudésseis possivelmente querer.

Quando este momento chega, é um grande alívio. É um alívio, um deixar ir. E, contudo, para muitos de nós, há ainda uma minúscula parte do nosso ser que anseia pela única coisa que tantos de nós nunca tivemos: aceitação completa e amor incondicional.

Alguém que me ame tal como eu sou.

Não temos sido capazes de encontrar isso nos outros. Pensámos que podíamos encontrá-lo nos outros, tivemos esperança de que pudéssemos encontrá-lo nos outros, mas não encontrámos. Não podemos sequer encontrá-lo em nós próprios. E porque não o podemos encontrar em nós próprios, não podemos dá-lo aos outros – e é por isso que não o conseguimos encontrar lá. Pois não podemos encontrar em lado nenhum o que não pusemos em lado nenhum, e nós não pusemos aceitação completa e amor incondicional em lado nenhum. Não conseguimos nem mesmo estar bem com o clima, pelo amor de deus. Conseguimos encontrar algo de que nos queixarmos em relação a tudo.

E assim, buscamos o que não está lá, pois tudo o que buscamos encontrar na vida deve ter sido posto lá por nós. Se não o tivermos lá posto, não podemos encontrá-lo. O que não colocarmos na vida, não encontramos, porque nós somos a Única Fonte Que Existe.

Se não encontramos perdão nas nossas vidas, é porque não o colocámos lá. Se não encontramos compaixão nas nossas vidas, é porque não a colocámos lá. Se não encontramos tolerância nas nossas vidas, é porque não a colocámos lá. Se não encontramos misericórdia nas nossas vidas, é porque não a colocámos lá. Se não encontramos paz nas nossas vidas, é porque não a colocámos lá. Se não aceitamos aceitação é porque não a colocámos lá. E se não encontramos amor nas nossas vidas, é porque não o colocámos lá.

Todas estas coisas devemos colocá-las na Vida. Primeiro, na nossa própria vida, depois, na vida dos outros. Ou, para alguns, é ao contrário. Eu quero dizer que, para a maior parte de nós, é ao contrário. Para muitos de nós é quase impossível darmo-nos a nós mesmos o que mais queremos receber: perdão, compaixão, tolerância, misericórdia, paz, aceitação e amor.

A maior parte de nós não pode dar estas coisas a si mesmo porque sabemos demasiado acerca de nós mesmos. Pensamos que não somos dignos. Imaginamos que somos algo diferente daquilo que realmente somos. Não podemos ver a Divindade que a própria Divindade colocou em nós. Não podemos ver a Inocência. Não podemos ver a Perfeição na nossa imperfeição.

Porque não podemos ver estas coisas em nós mesmos, não podemos dar-nos o que mais queremos receber. No entanto, porque não somos totalmente cegos para o que é bom e valioso no mundo, somos muitas vezes capazes de ver estas coisas nos outros. Podemos ver muitas vezes a Divindade nos outros. Podemos ver, com frequência, a Inocência nos outros. Podemos ver com frequência a Perfeição na imperfeição dos outros. E, assim, nós podemos dar aos outros perdão, compaixão, tolerância, misericórdia, paz, aceitação e amor. Nós podemos, mas a questão é, daremos?

Vezes demais, não o damos. Por causa das nossas próprias feridas, não podemos curar as feridas dos outros. E, então, negamos ao nosso mundo as coisas que ele mais precisa. Negamos ao mundo o perdão, a compaixão, a tolerância, a misericórdia, a paz, a aceitação, e o amor. E quando as negamos ao nosso mundo, negamo-las a nós próprios – pois o que não colocámos no mundo, não podemos receber do mundo. De novo, deixai que a Nova Regra de Ouro seja repetida:

O que não colocámos no mundo, não podemos receber do mundo.

Chega um momento em que percebemos que nós somos a Única Fonte Que Existe. Ninguém nos vai dar ou ao mundo o que não somos capazes de obter do mundo e, assim, a nós próprios. Não por muito tempo.

O primeiro lugar em que descobrimos isto é na relação com os outros. O que somos incapazes ou não estamos dispostos a dar ao outro, nós não iremos receber do outro. Não por muito tempo. Se não podemos dar à pessoa do outro lado da sala perdão, compaixão, tolerância, misericórdia, paz, aceitação e amor… não podemos esperar que a pessoa do outro lado da sala nos dê essas coisas. Pois eles só têm para dar o que nós lhes demos.

Nós imaginamos numa relação que a outra pessoa tem o que nós não temos e, portanto, que ela nos pode proporcionar isso a nós. Esta é a grande ilusão. Trata-se de um grande engano. Trata-se de um grande mal entendido. E é a razão pela qual tantas relações falham. Nós imaginamos que o outro nos vai proporcionar perdão, compaixão, tolerância, misericórdia, paz, aceitação e perdão. Pensamos que o outro nos vai dar o que nós não lhe podemos dar, e aquilo que não podemos sequer dar-nos a nós mesmos. E então ficamos zangados com o outro. E então ficamos zangados connosco. E então…

… nós percebemos que não resta nada senão Deus. Voltamo-nos, então, para Deus. Por favor, Deus, concede-me perdão, tolerância, misericórdia, paz, aceitação e amor. Por favor dá-me isso a mim, para que eu o possa dar aos outros.

O mundo está rapidamente a aproximar-se deste ponto de viragem. Estamos a chegar à compreensão de que Deus é a Fonte Única e Original. Agora, tudo o que precisamos é entender, do mesmo modo, que não existe separação entre Deus e nós. Quando alcançarmos por fim esta compreensão fundacional, quando abraçarmos, finalmente, esta verdade básica, vamos mudar-nos a nós próprios, as nossas relações e o mundo.

Até lá, não o faremos. E nós iremos esperar por esse momento quando percebermos… que não existe nada senão Deus. Esperançosamente, chegaremos a esse momento antes de o criarmos…da maneira mais crua possível: destruindo tudo até não restar nada. Destruindo a nossa relação até que não reste nada. Destruindo o nosso mundo até que não reste nada. Destruindo-nos a nós mesmos até que não reste nada.

Conversas com Deus contém uma declaração surpreendente. É algo que eu nunca esqueci. Deus disse “ Não é necessário passar pelo inferno para chegar ao céu.” Convido-nos a todos a lembrarmo-nos disto neste dia. Convido-nos a todos a abraçarmos uma nova noção sobre nós e sobre a vida: não que não resta nada senão Deus, mas que não há nada senão Deus.

Quando vemos Deus em cada outra pessoa e em todas as outras coisas, então teremos deixado cair as nossas ilusões, ter-nos-emos afastado das nossas imaginações infantis e vamos tratar tudo e todas as pessoas como Divinos. E se não pensais que isso vai mudar a vossa vida e o vosso mundo, pensai novamente. Este é o Caminho para a Alma.
Amor e Abraços
Neale
.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.
© 2010 Fundação Recriação - http://www.cwg.org
Neale Donald Walsch é um mensageiro espiritual moderno cujas palavras continuam a tocar o mundo de modos profundos. A sua série de livros Com Deus foi traduzida para 27 línguas, tem tocado milhões de vidas e inspirado importantes mudanças nas suas vidas diárias.

Tradução: Ana Belo anatbelo@hotmail.com

Gostou! Indique para seus amigos.