28 de dez de 2010

O MELHOR QUE VOCÊ PODE OFERECER 28/12/10


O MELHOR QUE VOCÊ PODE OFERECER
Uma mensagem de Jeshua canalizada por Pamela Kribbe em
dezembro de 2010

Queridos amigos,
Eu sou Jeshua. Tenho representado uma nova energia na Terra, que é a energia Crística. É um tipo de energia ou consciência que reconhece a unidade de tudo e de todos. É a energia da conexão, que traz a unidade de volta à Terra. Meu objetivo era e é recuperar o sentimento de ligação entre todas as criaturas que vivem na Terra. A chave para isto é o coração. O coração conecta. O coração é o lugar onde você pode voltar a se sentir em Casa. Sentir-se em casa tem a ver com estar conectado, conectado com seu Eu mais profundo. Seu Eu mais profundo está sempre conectado com o todo.
O que o todo é não pode ser descrito com palavras. Você pode usar palavras como universo ou cosmos, mas o todo não é uma coisa e nem uma entidade. O todo é a fonte indescritível do ser, um reino infinito de probabilidades. Cada vida individual tem seu próprio lugar específico dentro do todo. Todos os seres humanos são parte de uma totalidade infinitamente grande, que é eterna e, ao mesmo tempo, dinâmica e variável. A vida se move constantemente, numa interminável dança de manifestação e recolhimento, nascimento e morte, criação e liberação. Como ser humano, você toma parte nessa dança criativa, na sua forma atual, como homem ou como mulher. Ao mesmo tempo, existe um núcleo divino e indestrutível dentro de você, que é independente da forma.
Imagine que você, no seu corpo atual, está conectado com a incompreensivelmente imensa totalidade. Na sua mente, você não pode entender como e por que você faz parte do todo e qual o lugar que lhe pertence. Entretanto, pode senti-lo em seu coração. Você está incorporado no todo, conectado com o coração pulsante do cosmos, e para isto você não precisa fazer nada. Isto é um fato. É uma parte inseparável do ser que você realmente é.
Você tem um lugar único e um papel único no todo. Encontrar o seu lugar e deixar sua luz brilhar fazem com que você se sinta profundamente realizado. Fazem você sentir-se feliz e contente. Estar nesse local exclusivo, cumprindo o seu papel exclusivo, ativa o melhor que você pode doar de si mesmo. É sobre isto que vou falar hoje; o melhor que você pode oferecer.
Muitos desejam estar alinhados com a fonte de luz que são no nível mais profundo, desejam existir a partir da Fonte, doar e brilhar neste mundo. Sinta a Fonte de dentro para fora, pois ela flui através das suas células. Ela conecta tudo dentro de você, embora não possa vê-la. Por favor, sinta-a… sinta o fluxo vivo que o carrega. A vida sabe que lugar lhe é destinado e que papel é o seu. Sinta o seu desejo de incorporar o melhor de você, o anjo de luz que você realmente é, independente de tempo e espaço. Você está aqui temporariamente, nesse corpo, para que possa trazer a luz que você é para este lugar. A Terra é um lugar que você ama. Sinta isto. Sinta como, no fundo de si mesmo, você está conectado com o coração da Terra.
Abandone seus pensamentos sobre como é difícil viver na Terra, como é difícil lidar com os aspectos sombrios da sociedade humana. Conecte-se apenas com a própria Terra, com a essência do planeta. Pense nas extensas florestas da Terra, nos oceanos e na amplidão do céu. Pense na abundância de animais, árvores, plantas e flores. Conecte-se com a Terra… e sinta como ela está incorporada na totalidade do cosmos, dentro do qual ela segue seu próprio caminho.
Existe um lugar para você, aqui e agora, na Terra. Acredite em si mesmo, saiba que você está conectado com o todo e que existe um caminho que o leva à manifestação do seu eu mais elevado.
Como encontrar esse caminho? E como saber se você está desenvolvendo e manifestando o seu eu mais elevado? Citarei três aspectos através dos quais você pode reconhecer se está “dando o melhor de si”.
O melhor que você pode oferecer é exclusividade sua.
O primeiro aspecto é que o melhor de você, o melhor que você pode oferecer na Terra é algo exclusivamente seu. Sua contribuição é uma combinação única de características e qualidades, com sua própria vibração e sabor. Essencialmente, você está doando você mesmo. O melhor que você pode dar é você! O que o distingue dos outros não é o que você aprendeu dos outros, como certas habilidades e conhecimentos. O melhor que você pode dar não vem de fora de você. Não, você é o vínculo decisivo.
É lógico que você adquiriu conhecimento e informações de outros, de livros e através da educação. É lógico que você é formado pela sua cultura e criação. Entretanto, você integrou essas influências na sua natureza à sua própria maneira. Devido a tudo que passou na sua vida – nesta vida e em vidas anteriores – você possui um carisma único. Você irradia a sua luz na vida à sua maneira. As pessoas são atraídas a esta luz única. Ela é a luz que se irradia do seu lugar na Terra; é a luz que faz você brilhar.
Sua luz exclusiva é uma mistura de qualidades terrenas e celestiais. Nesta vida, você é um homem ou uma mulher que teve certo tipo de criação e educação. Você é formado pela cosmovisão da sociedade em que vive. É assim que deve ser, pois esta formação ajudou-o a adquirir um conhecimento íntimo da vida humana. Tendo passado por todas essas experiências difíceis, você adquiriu uma percepção profunda das sensações humanas e dos altos e baixos emocionais que se pode vivenciar como ser humano. Através da sua própria jornada de exploração pela escuridão e pela luz, você seguiu seu caminho exclusivo. Assim, o que você tem a dar para os outros também é uma mistura única de qualidades.
Sempre mantenha sua individualidade na área da criatividade e trabalho! Independentemente do que você faça – como padeiro, professor, artista, terapeuta espiritual, etc… – dar o melhor de si corresponde a expressar sua individualidade e compartilhá-la com todo o mundo. O mundo não está completo sem você. O universo está esperando pela SUA contribuição e não pela cópia ou reprodução que você fez da contribuição de alguma outra pessoa. O universo quer encorajá-lo a deixar que sua energia única flua. Assim, incorporar o seu eu mais elevado se refere a ser você mesmo e expressar a sua individualidade.
Dar o melhor de si mesmo é receber o melhor para si mesmo.
O segundo aspecto é que dar o melhor de si mesmo sempre implica em receber o melhor para si. Na verdade, estas duas correntes estão indissociavelmente ligadas entre si. Quando você deixa sua luz exclusiva brilhar, abre seu coração e doa a partir do seu coração, você experiencia uma satisfação e um contentamento profundos, pois está se permitindo ser você mesmo completamente e irradiar sua luz sem reservas. Você sente que fazer isso é certo, natural e sincero. Quando se dá tão aberta e livremente, você recebe algo muito especial ao mesmo tempo. O maior presente que você recebe é a volta ao lar. No momento em que você é verdadeiramente você mesmo, você se unifica naturalmente com o todo maior, com Deus. Você se sente em casa consigo e com o universo ao mesmo tempo. Não existem julgamentos passados a seu respeito e nem a respeito dos outros; não há mais nenhum julgamento que os separe. Vocês são Unidade.
Ao ousar ser fiel a si mesmo e expressar seu ser mais elevado no mundo exterior, você atrai boas coisas para a sua vida. As coisas materiais necessárias e as pessoas certas para você aparecem automaticamente. O universo o sustenta e nutre, e lhe oferece as circunstâncias certas para que manifeste a energia da sua alma. Deste modo, o fluxo de doação é retribuído por um fluxo de recebimento, o que o preenche e enriquece em todas as áreas da sua vida. No nível mais profundo, você se deu tudo isso por ter tido a coragem de deixar sua própria luz brilhar. A vida lhe dirá sim de todo coração, se você disser sim para a vida sem nenhuma reserva.
A totalidade da criação, dentro da qual todos nós temos um papel a desempenhar, é como um enorme quebra-cabeça, onde cada um de nós representa uma peça. O quebra-cabeça não está completo sem você. No momento em que a peça que você representa é colocada no lugar certo, você oferece ao quebra-cabeça algo que ninguém mais é capaz de acrescentar a ele. Nesse mesmo instante, você também recebe um presente muito precioso: sua volta ao lar! Você sente que está em harmonia com o todo maior, que a vida o está sustentando e que você está em segurança. Você sabe que está fazendo uma contribuição essencial e sente-se recebido pelo todo com alegria e apreciação. Oferecer o melhor de si é dizer sim para si mesmo, de um modo profundo, e se permitir receber tudo o que você precisa para desabrochar e brilhar.
Na verdade, dar o melhor de si significa que você não está mais separado do todo; você não é um ego, não é um indivíduo separado nesse momento. A pergunta “como equilibrar os fluxos de doação e recebimento?” realmente se dissolve nesse estado de ser. O equilíbrio é assegurado automaticamente; ele acontece naturalmente. Quando você se expressa a partir da parte mais sincera de si mesmo e deixa sua luz brilhar, você é, ao mesmo tempo, a luz e aquele que a recebe. Esta é a experiência de unidade pela qual todos anseiam.
Agora, você pode se perguntar: “Como faço isto? Como posso me alinhar com o que há de mais elevado em mim, com minha dádiva única, com minha verdadeira luz?” Isto nos leva ao terceiro aspecto que desejo mencionar a respeito de oferecer o melhor de si.
Você oferece o que há de mais elevado em si, se for capaz de se conectar com o que há de mais inferior em você.
Você oferece o que há de mais elevado em si, se estiver aberto e disposto de se conectar com o que há de mais inferior em você. Por “inferior” quero dizer medo, dúvida, depressão… em resumo, a escuridão que existe na sua alma como resultado de experiências dolorosas não resolvidas.
Seu eu mais elevado brilhará no momento em que você acolher a sua parte mais escura. Ao tomar consciência da sua parte inferior, você permite que sua luz brilhe sem o julgamento dessas partes da sua alma que têm se sentido rejeitadas e banidas. Esta é a parte de você que se tornou raivosa, triste, amarga e solitária devido a experiências dolorosas. Por favor, tenha compaixão dessa sua parte que vive na escuridão e procura soluções a partir da sombra, o que geralmente o afasta mais ainda da luz.
Na escuridão, você desenvolve mecanismos de sobrevivência que o impedem de sentir o que realmente está acontecendo no seu interior: medo, desespero, depressão e solidão. Você dá as costas a tudo isso. Na verdade, geralmente você é ensinado a fazer isso, pelo mundo à sua volta. “Afaste-se de emoções negativas. Seja positivo. Faça o melhor. Seja útil.” Estes tipos de conselhos e invocações criam, no seu interior, um medo da sua própria sombra e o tornam alienado dos seus sentimentos mais profundos.
Todos os seres humanos anseiam profundamente pela luz, pela liberdade inerente à entrega a quem realmente são. Por favor, entenda que você acende a luz mais intensa dentro de si quando está disposto a dar atenção à sua parte mais escura e negligenciada.
Convido-o a fazer isso agora, neste instante. Por favor, dê uma olhada e perceba se existe alguma emoção ou pensamento negativo no seu interior, que se apresenta constantemente e precisa da sua atenção. Em primeiro lugar, entenda que esta emoção ou pensamento sombrio faz parte de ser um humano. Imagine que essa área escura no seu interior é uma criança que foi desprezada. Você pode encontrá-la escondida num canto. É um menino ou uma menina?
Observe e veja se consegue encontrar essa criança e se pode entrar em contato com ela. Comece com um contato visual e depois lhe estenda a mão cuidadosamente. Olhe com carinho para ela e perceba com quanta dificuldade ela tem tentado sobreviver. Esta criança está cheia de alegria e paixão pela vida. Entretanto, ela teve que enfrentar tanta coisa, que o poder da alegria e da paixão se distorceu. A energia original da criança foi pega por todo tipo de máscaras e mecanismos de sobrevivência, de modo que sua força vital começou a trabalhar contra ela mesma. Mas agora, a criança tem permissão para ser quem ela verdadeiramente é. Por favor, estenda sua mão e deixe sua luz brilhar. Acolha essa criança com seus olhos.
Deixe a criança vir até você no próprio ritmo dela. Espere pacientemente e então a tome em seus braços e aperte-a contra seu coração. O que a criança precisa para relaxar e se recuperar é ser vista e confortada por você. Observe como você brilha com carinho, amor e compreensão quando está em contato com esta criança indefesa e atormentada. Ao convidar sua parte mais escura para entrar, acolhendo-a e trazendo para casa, você permite que sua parte mais leve se expresse, você entende como essa criança se sente. Esta compreensão cura. A criança no escuro representa a parte de você que tem carregado muita dor sem ser capaz de entender por quê. Ao envolver essa dor com compreensão e compaixão, você irradia sua luz em áreas que costumavam ser a fonte de emoções e pensamentos negativos. No instante em que você abraça a criança atormentada no seu interior, você se torna um anjo humano. Você leva luz à escuridão, o que é exatamente o que a humanidade precisa neste momento.
A humanidade não precisa de santos nem gurus que ensinem de cima de um púlpito ou pedestal, mas pessoas reais de carne e osso, que vivenciaram a escuridão e a luz por si mesmas e são capazes de acolher ambas sem julgamentos. Você se torna um anjo humano no momento em que ousa encarar e aceitar sua própria escuridão. Isto fará com que a sua luz se torne pura e poderosa. A vida o sustentará. Você será levado a oportunidades e lugares onde poderá revelar seu eu mais elevado de maneira fácil e natural. Você não tem que trabalhar para isto. Você não tem que fingir ser outra pessoa, pois a vibração e energia exclusivamente suas inspiram as pessoas e levam alegria a elas. É você! Você representa o amor de Deus no seu modo único, porque está disposto e é capaz de enfrentar e abraçar sua própria sombra com compreensão. As pessoas experimentam abertura, ternura e inspiração na sua presença, na maneira com que as ouve. O que quer que você faça para expressar e manifestar seu eu mais elevado na Terra, encorajará as pessoas a brilharem por si mesmas e acreditarem em seus próprios e exclusivos poderes e talentos. Oferecer o que há de mais elevado em você encoraja os outros a fazerem o mesmo.
________________________________________
© Pamela Kribbe 2010

Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br -
Revisão de Luiz Corrêa
Direitos Autorais Pamela Kribbe - A permissão é concedida para cópia e distribuição deste artigo na condição de que o endereço www.jeshua.net, esteja incluído como recurso e que ele seja distribuído livremente. E-mail: aurelia@jeshua.net

Gostou! Indique para seus Amigos

Nenhum comentário:

Postar um comentário