27 de ago de 2010

A FAMÍLIA DE MICHAEL / PARTE I 27/08/10


A FAMÍLIA DE MICHAEL
PERGUNTAS & RESPOSTAS / PARTE I
Mensagem do Arcanjo Miguel canalizada por Robert Theiss
1 de Abril de 2009

A informação abaixo é grátis e está disponível para impressão, cópia e distribuição, consoante o vosso desejo. Os seus Direitos de Autor, porém, proíbem a venda sob qualquer forma, excepto pelo editor.

Pergunta: Parece fazer parte da nossa natureza humana resistir sempre à mudança. Existe o potencial da humanidade entrar neste novo paradigma graciosamente?
MIGUEL: (Miguel ri-se) Sim, o potencial existe sempre! Diríamos que a experiência colectiva, como tem sido aceite até agora, é uma das mais graciosas escolhas disponíveis para todos vós. Na verdade, a família humana é muito viciada em todos os dramas relacionados com as mudanças transformadoras de vida. Nós sabemos que, para muitos de vós, é muito desconfortável viver ao lado de uma família que teme as mudanças. Muitos do nosso lado do véu têm partilhado convosco uma variedade de ferramentas e práticas espirituais que servem para dar poder à vossa natureza superior. É muito fácil ser atraído para estas reacções dramáticas de mudança em vários níveis. Nós respeitamos e compreendemos profundamente os desafios que enfrentais a cada dia. Em geral, aqueles que permitem que os seus corações guiem as suas vidas descobrirão que estas mudanças também aumentam tudo o que os seus corações desejam. Confiar na vossa orientação interior e possuir a capacidade de escolher como “vós” quereis experienciar a vida, aumentará a alegria e deslumbramento do ser no meio de todas estas mudanças.
A larga maioria da humanidade ainda permite que outros definam a vida por eles. Várias organizações beneficiam desta relação e usam o medo para promover as suas agendas. Elas insistem que o futuro da vida na Terra está em perigo. Não é altura para nenhum de vós brincar a seguir líderes e ainda falta a muitos a consciência e a convicção para mudar este tipo de comportamento. Aqueles de vós que são extremamente sensitivos a estes conflitos interiores colectivos considerarão tirar um ano sabático do planeta Terra. Não há julgamento ou desonra nesta escolha. O vosso serviço prossegue, não importa que ambiente escolherdes para vós. Para aqueles de vós que subscrevem um tipo de cenário de paraíso na terra, um que apenas abraça a luz, podeis estar aqui para um mau bocado. Nós temos vindo a dizer por muitos anos que esta transição se desenvolverá ao longo de muitas gerações com compaixão e com graça. Isto não significa que qualquer um de vós tenha de esperar para encarnar essa experiência em vós. Cada um age como uma ponte entre os reinos angélicos e a vossa realidade física. A vossa habilidade e boa vontade para manter esta conexão são uma bênção sem medidas. Exigirá um pouco… ummm…, exigirá muita paciência permitir que a vossa família desperte do seu próprio pesadelo. A Terra é um lugar para qualquer um resolver o que sente que está a faltar na sua relação com a sua própria divindade. Muitos descobrirão um tipo de amor-próprio que tem faltado no vosso mundo. Permitirá o paraíso na Terra que os conflitos, desacordos ou mesmo guerras coexistam? Podeis ficar surpresos.
Pergunta: A geração baby boomer cumpriu a sua missão?
MIGUEL: Se por isso pretendeis dizer que a vossa geração contribuiu para a mudança das consciências na humanidade, então com certeza que cumpriu o seu serviço muito bem! Haveis ouvido muitas vezes que vos haveis voluntariado para ser parte desta experiência humana a modelar outra escolha para a sua família humana - uma escolha que seria baseada no amor. A humanidade de facto respondeu à vossa presença e, tal como muitos de vós, ela enfrenta agora a tarefa de permitir que essa escolha se torne uma parte consciente da sua realidade diária. O que nós achamos extraordinário, em muitos de vós destas gerações, é o vosso desejo de continuardes a servir esta transformação mesmo depois de terdes cumprido o vosso serviço inicial. Vamos ser claros acerca desta nova escolha. O vosso serviço é agora para vós. Envolve permitirdes que a imensa presença da vossa magnífica natureza participe também da vossa realidade física. Este novo serviço é apoiado pela vossa boa vontade para amar a vossa vida tal como ela é neste momento. É, na verdade, um serviço baseado no amor-próprio. Um amor que não comprometa o seu próprio valor ou dignidade pelo benefício dos outros.
Pergunta: Eu tenho uma questão para Yeshua, quanto da Bíblia reflecte na verdade a história real da vossa vida como Jesus?
YESHUA: Ah! Viveis num tempo em que a informação é livremente partilhada, directamente da sua fonte. Imaginai o vosso mundo hoje se eu tivesse um computador! Qualquer um de vós pode partilhar os seus próprios pensamentos usando as vossas palavras para descrever a “vossa” experiência. A verdade da minha vida continua a viver dentro dos vossos corações. A mente humana condicionada tenta distorcer essa verdade, como fez com outras no passado. A experiência humana está cheia de interacções que envolvem a mente, o corpo, o ego, a consciência colectiva e aspectos da vossa alma. A maioria da humanidade dificilmente seria pressionada para saber a verdade do que experimentou na semana passada e muito menos a verdade de outra pessoa. A minha história não é menos importante do que a vossa. Em tempos, a minha natureza humana permitiu que a voz de Jesus e a Família de Sananda se expressasse a si mesma. Essa expressão é de facto profunda. Está disponível para todos vós. A maioria dos que lêem estas palavras cresceram para abraçar a energia das suas almas e, tal como eu, a natureza humana também quer declarar a sua verdadeira identidade. Isto representa uma grande história galáctica, dizendo uma e outra vez como as vossas almas se experimentam a si mesmas como sendo separadas e, contudo, uma parte de Tudo O Que É. Servi a vossa própria vida, sejai verdadeiros para com os vossos corações. Se quereis servir a minha história com todo o vosso coração, libertai-o e abraçai o vosso.
Pergunta: Aqueles de nós que abraçaram estas mudanças parecem estar a lidar com uma grande quantidade de problemas de saúde. Como sugeriria que nos relacionássemos com isto?
MIGUEL: Há agora intensas erupções de energias a ocorrer na consciência colectiva da humanidade e dentro da Terra. Todas são parte deste processo de remoção de energias que não servem o amor-próprio. No passado, podíeis armazenar os vossos problemas e sentimentos dentro do vosso próprio corpo. Lá, eles podiam apodrecer e raramente atingiam a superfície da vossa consciência. Agora há uma abertura para o conhecimento e cura dessas feridas com um novo encontrado amor pela vida. Muitos de vós já haveis passado este processo de cura, mas negais a vós mesmos a dádiva de terdes sido curados.
Vós vedes quão difícil é para outros esta transição e continuarem a gerir os seus problemas através dos seus corpos. Acreditamos que este tipo de compaixão é mal colocado, pois estais também negando à vossa família humana os benefícios e recompensas que haveis experimentado nos vossos processos de cura. O vosso serviço agora parecerá inútil e deixará muitos de vós sentindo-se egoístas por abraçarem, sem culpa, a saúde e bem-estar.
Temos falado de como a vida serve verdadeiramente toda a escolha que façais por vós mesmos. O vosso actual estado de ser é um bonito reflexo desta profunda liberdade. Continuai a respirar na dádiva que vos destes a vós mesmos – ALEGRIA com cada respiração que tomais, não importa o que estais sentindo. É uma escolha e apenas vós podeis fazê-la por vós.
Pergunta: A economia mundial sobreviverá a estas mudanças?
MIGUEL: A economia mundial está apenas a começar a alinhar-se com a natureza da consciência. Parecerá a muitos que a economia está a cair. É uma escolha, e começa com cada um de vós. Haveis notado quão fácil é cair no novo mantra que sugere que estes são tempos difíceis para todos? Não estamos a tentar diminui-lo. Para muitos, esta transição será muito difícil. Ao mesmo tempo, pedimos a todos que se lembrem da vossa capacidade de criardes para vós qualquer experiência que desejeis, não importa o que os outros estão a escolher. A nossa questão para cada um é muito simples: permitireis que a alegria guie as vossas escolhas?
Pergunta: Muito obrigada pela perspectiva, mas eu esperava mais detalhes. Podeis falar do mercado imobiliário, oportunidades de trabalho, e do futuro das identidades corporativas?
MIGUEL: Com certeza! A vossa alegria é para servir a vossa alma, mas agindo como mediadora com a vossa natureza humana. Podemos especular sobre qualquer número de possibilidades, mas para que esses potenciais existam ou, pelo menos, sejam reconhecidos, cada um de vós deve primeiro reconhecer quem está a guiar a sua própria vida. O vosso mercado está a adaptar-se, não a falhar. Nem todos os seus aspectos sobreviverão a estas mudanças, enquanto outros florescerão. É esta uma boa altura para comprar imóveis – relativamente a qual? O valor da propriedade 5,10 ou 15 anos atrás? Se isso vos traz alegria, comprai essa nova casa. A vossa economia mundial está a mudar a percepção da Terra e de toda a vida na Terra como uma mercadoria. Uma comunidade do novo mundo está a emergir e com ela serão criados novos empregos. Nós temos um novo emprego para vós. Parai de ouvir notícias durante 30 dias e observai como as vossas próprias habilidades criativas começarão a despertar. Vede nas vossas vidas que escolhas estais vós a fazer para receber estas novas paixões. Há um profundo sentimento de alegria esperando que o reivindiqueis e que nunca fará o noticiário da noite, mas terá impacte no mundo em geral.
Pergunta: Miguel, tantos trabalhadores da luz parecem ter problemas de dinheiro. Por mais que tentemos, muitos de nós nunca parecem desfrutar da liberdade que o dinheiro pode proporcionar. Podeis partilhar a vossa perspectiva sobre este assunto?
MIGUEL: Realmente! Nós oferecemos uma mensagem no ano passado intitulada de “O Dom da Criação” e pedimos ao vosso parceiro (Bob) que também a incluísse no seu último livro (“Viver dentro da sua Paixão”). Usámos a analogia do vosso corpo que, no antigo sistema energético, representava uma experiência singular de vós.
As condições que haveis herdado da vossa primeira infância ficam convosco ao longo de toda a vossa vida. Neste momento, viveis numa energia que é multifacetada. O vosso corpo está agora a adaptar-se a uma nova energia que vos permite uma versão mais expansiva da vossa alma. Nesta nova relação, usámos a analogia do vosso corpo que se sente como um hotel, neste momento. Vós tendes agora acesso a muitos hóspedes ou aspectos da vossa própria alma, incluindo à vossa natureza divina. Alguns dos hóspedes que vivem dentro deste hotel estão muito confortáveis com o dinheiro. Talvez eles tenham experienciado vida na Terra rodeada de magnificência.
Muitos de vós haveis tentado mudar a vossa relação com o dinheiro tentando mudar as vossas condicionantes actuais. Esta é uma intenção valiosa e, talvez, o mais familiar método de transformação. Também é o mais difícil. O novo caminho da menor resistência convida cada um de vós a conhecer estes hóspedes no vosso hotel. Muitos realmente incorporam as habilidades que vos faltam e estão dispostos a misturar a sua presença com a vossa experiência humana, co-criando seja o que for que desejeis.
Agora - para que isto se torne uma experiência tangível, nós voltamos à arte de estar em acolhimento/recebimento. Estar em acolhimento permite-vos receber os modelos energéticos, não físicos, para as experiências físicas que desejais. Nós sugerimos que praticásseis a respiração da vida no vosso corpo, criando uma conexão vertical com a energia da fonte de energia e vos imaginásseis de pé sob um chuveiro de vida ou, simplesmente, sentísseis toda a energia ao vosso redor que é livremente partilhada por Gaia. A arte de estar em recebimento, para se tornar eficaz, requer prática e também uma escolha diária.
A abundância não vos acontece simplesmente, vós criai-a para vós mesmos tomando a responsabilidade pelo que quereis e tornando-vos conscientes de sentirdes a energia dos vossos desejos. Notamos que muitos de vós estão dispostos a abraçar o conceito, mas evitam a prática. Este é um processo co-criativo que envolve um tipo de entrega da vossa parte mental que permitirá que outros aspectos vossos elevem a vossa experiência.
A simplicidade de estardes em recebimento perturba a vossa mente e desencadeia o vício de fazer de vítima. É uma escolha que transformará a vossa vida e tem a capacidade de aumentar todas as vossas experiências com recursos ilimitados. Tal liberdade não se adquire, tudo o que precisais de fazer é recebê-la.
Pergunta: Miguel, vós pareceis ser a fonte para muitos canais, como discernimos qual deles representa a verdade?
MIGUEL: A minha expressão não está limitada a uma verdade, é multifacetada. Eu ofereço-me para me “fundir” com qualquer ser senciente que deseje partilhar essa experiência comigo. Não há um ser humano que incorpore completamente a minha presença, não é minha intenção ultrapassar a vossa natureza humana. É uma alegria servir tanto a vossa personalidade como a vossa alma para coexistirem nestes corpos físicos espectaculares. Aqueles que me permitem falar com ou através da sua própria identidade humana, na maioria também têm uma forte conexão pessoal com a Família de Miguel. As mensagens podem e serão muito únicas, tal como o são os muitos aspectos da vossa própria consciência. Há, contudo, um elemento comum ou assinatura energética que está presente em cada canalização de Miguel. A energia da minha presença irradia um amor universal para toda a vida. Do centro do meu ser, eu também canalizo a fonte de energia – o fogo da criação. Enquanto escutais cada canalização, senti a presença deste amor universal. Se a conexão não estiver a ser controlada ou manipulada pela vossa personalidade humana, as palavras reflectirão, para a maioria, essa ligação.
Pergunta: Haveis afirmado que Vós e a Vossa Legião de Anjos estão connosco o tempo inteiro. Não vos aborrece observar-nos a fazermos as mesmas coisas vezes sem conta?
MIGUEL: (Miguel ri-se) Considerai isto, acharíeis aborrecido a falta de escolha para fazerdes o contrário? Talvez os Anjos estejam tão enamorados com a vossa habilidade de escolherdes livremente! Eu não descreveria o meu tempo com qualquer um de vós como aborrecido, vós mantendes-me muito, muito ocupado. O vosso coração partido é o mais perturbador de tudo para todos os Anjos e é por isso que nós continuamos a partilhar a nossa compaixão pela vossa condição humana. Nós vemos, nós sabemos que vós estais simplesmente a fingir que não sois criadores e, se esta é a vossa escolha Deus/Deusa/Tudo O Que É, – é o que nós servimos.
Pergunta: Amo sentir a vossa presença na minha vida e quero agradecer-vos por tudo o que fazeis. Eu tenho andado a assistir a alguns dos vossos workshops e ainda acho difícil aceitar que eu também estou canalizando para vós. Podeis ajudar-me a ultrapassar este sentimento de que estou apenas a inventar tudo isto?
MIGUEL: Certamente! As boas notícias é que eu estou mais do que feliz por o ajudar. As más notícias é que está realmente a inventar toda a sua vida à medida que ides caminhando. Há uma parte de si, contudo, que ainda acredita que pode congelar o tempo, criar uma identidade estática e fingir que está tudo bem.
Eu, Miguel, não estou à procura de um novo canal, estou a encorajar-vos a todos vós a canalizardes a vossa própria verdade, conforme ides contactando com as partes mais profundas das vossas almas. No processo podeis descobrir que a vossa alma está também profundamente ligada à energia que chamais de Miguel. Todos nós somos aspectos da fonte de energia ou Deus e temos as nossas próprias identidades, individuais e multifacetadas.
À medida que aprofundais a vossa conexão com a vossa alma e desenvolveis um forte sentido de confiança no desconhecido desenvolvereis, ainda, uma profunda compaixão pois a mente continua a dizer-vos que nada disto é real. As vossas espécies tendem a minar as novas descobertas que contradizem a vossa realidade conhecida. Imaginai o vosso mundo hoje sem electricidade, telefones, aviões ou computadores. Descobrir a vossa habilidade para comunicar com a vossa própria divindade, usando qualquer nome que queirais chamar incluindo o vosso, é presentemente uma nova descoberta para a vossa espécie. Depois, é natural fazerdes conjecturas quando sois vós o inventor. Continuai a praticar, Eu estou feliz por servir de mediador entre vós e a vossa alma.
Pergunta: Yeshua, encarnareis Vós de novo durante o tempo da minha vida?
YESHUA: Se estais a perguntar, se repetirei Eu o mesmo processo de nascimento que experienciei como Jesus, ainda não é conhecido. Vede, a segunda vinda da consciência de Cristo é toda acerca de VÓS! Permitireis vós que Cristo encarne na vossa vida representando-se a Si Mesmo como VÓS? Eu posso servir muito bem a segunda vinda deste lado de véu ao fundir a Minha presença com a vossa. Na verdade, Cristo regressou. Não espereis por Mim. Ide olhar-vos no espelho! Muitos de vós serviram-Me durante a minha vida como Jesus como eu estou agora a servir-vos. Para o que estais a perguntar, Eu estou verdadeiramente honrado que estejais tão disposto a receber o meu amor. O que impede este amor de fluir quando vos olhais no espelho? Ambos estamos a servir o mesmo amor.
Pergunta: Muitos falam acerca de uma nova Terra que foi projectada para receber uma vibração mais alta. O que acontece aos que não são capazes de igualar esta nova frequência?
MGUEL: Naturalmente. A Criação oferece um lugar para toda a vida, e há locais na criação onde os seres escolheram experimentar a vida sem amor. Para muitos de vós, vida sem amor não é vida de todo. O Amor não forçará a sua presença em nenhum aspecto da criação, mas ele pode ser forçado a sair. O Amor é o privilégio de nascimento e dom de cada alma, mas é também uma escolha. Muitos de vós estão a começar a experimentar, nesta vida, a presença de um amor incondicional. Essa presença teve um profundo impacto na vossa vida. Muitos de vós, na verdade, haveis descoberto uma nova paixão de viver, inspirando-vos a usar as vossas habilidades criativas de uma maneira que vos faz sentir tanto desajeitados como capacitados. A alegria que vós sentis agora mudou a frequência vibratória dos vossos corpos físicos e não físicos. Nenhum de vós pode verdadeiramente dizer que este novo encontrado amor entrou nas vossas vidas sem resistência alguma. De facto, muitos de vós seriam honestos se dissessem que permitir este amor nas vossas vidas foi a experiência mais desafiadora que alguma vez haveis tido como seres humanos.
O amor tem uma condição, não pode ser contido e vós chamais a esta nova arena a nova Terra. O amor-próprio fundou uma casa neste novo ambiente. Não significa excluir ninguém, há um lugar na criação para todas as vibrações.
Continua a ser uma alegria servir cada e a todos vós. Para vos lembrar que podeis criar para vós qualquer experiência que desejeis. Isso simplesmente requer que vós coloqueis a vossa atenção no lado de dentro. Respirai na vida que VÓS quereis sentir a cada respiração e observai como a vossa história, com o tempo, começa a aceitar a vossa nova encontrada liberdade. Tudo começa com a vossa próxima respiração!

Miguel/Yeshua

Tradução Ana Belo anatbelo@hotmail.com
A informação acima é gratuita, sendo permitido imprimir, copiar e distribuir como queira. Seu direito autoral, no entanto, proíbe qualquer forma de comercialização, exceto pelo editor Serving Life.
Fonte: http://ancientwings.com
Gostou! Indique para Seus Amigos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário