6 de abr de 2010

ADMINISTRANDO OS NOSSOS ESPAÇOS - 06/04/10


ADMINISTRANDO OS NOSSOS ESPAÇOS
ASAS - KAREN BISHOP
4 de Abril de 2010

Bem-Vindos!

Enquanto nos ancoramos mais firmemente na Terra (ou melhor, enquanto a luz começa a reconhecer o seu novo poder e assumir o seu espaço como o legítimo administrador da nova Terra e da nova realidade), mudanças e cenários interessantes estão começando a se revelar.

Reconhecermos e nos conectarmos com o nosso novo e legítimo poder traz com ele alguns estágios específicos da evolução, e muitos destes estágios estiveram se revelando nas últimas semanas e ainda continuam.

Nós estamos agora absolutamente aqui, e na Terra em todos os sentidos possíveis, o que significa que não estamos mais lá em cima, lá fora, afastados, distanciados, e em meditação. O que alguns se esforçaram em ver e estar, enquanto em um estado meditativo, precisa ser aqui e agora em um estado da realidade. Muitas das outras dimensões que existiram através de meios diferentes de acessá-las, estão aqui e agora, 24 horas por dia e 7 dias na semana, pois estamos vivendo agora em uma realidade dimensional nova e de vibração mais elevada.

Esta mudança de cena ou de local, usualmente começa com um sentimento de um poder novo e diferente. Em tempos passados, muitos podem ter se acostumado a se entregar para acessar mais luz, ou até se esforçado em “sair do próprio caminho” a fim de se conectar ou trazer algumas energias de vibração mais elevada de algum outro lugar. Mas agora as coisas são muito diferentes. Eu escrevi sobre esta mudança que está chegando em muitos dos meus recentes livros, e estamos realmente vivenciando isto agora, pois finalmente é o momento.

Nós somos a luz agora. Nós somos o poder agora. A maior parte de nós evoluiu o suficiente através da Fase 1 do processo da ascensão, que nós não precisamos mais transferir para algo mais que pareça saber mais do que nós. Deste modo, nós não precisamos sentir que os nossos egos estão executando o show. Espero que tudo isto faça sentido. Para aqueles que passaram e vivenciaram os processos mais intensos do crescimento e da expansão evolutiva ao longo dos anos, estas almas sentirão mais no comando agora.

Deste modo, nós não precisamos mais transferir para fontes fora do planeta e nem fontes não físicas. Aqueles que experienciaram e estão experienciando o processo da ascensão, são bastante reverenciados pelos nossos antepassados (que sabem muito bem que aqueles de nós na forma neste planeta tínhamos a intenção de criar uma nova Terra, pois continuamos a evoluir muito além dos nossos antecessores), e eles nos deixam sozinhos, a menos que solicitados. A interferência de fontes fora do planeta não é de ordem mais elevada.

Enquanto começamos este processo de reconhecermos o nosso novo poder, nós começamos muito naturalmente a nos envolvermos com as presenças não físicas que querem sussurrar em nossos ouvidos, dizendo-nos que não temos nenhum direito de estarmos no comando, ou até que não sabemos o que estamos fazendo. Jogando com os nossos egos e a nossa confiança, estas energias podem ser interpretadas como forças da escuridão, por alguns, mas eu sempre acreditei e as experienciei simplesmente como aspectos nossos que estão aflorando e partindo, e estão, portanto, vindo do medo do seu fim.

Sempre que evoluímos e expandimos, nós quase sempre encontramos a escuridão. Como se ela estivesse tentando se agarrar a nós e nos mantermos presos a onde uma vez estivemos. Estas são simplesmente energias que não podem mais ser uma parte de nós, nem terem um poder sobre nós, pois estamos agora com uma vibração muito mais elevada do que elas. O mesmo é verdadeiro para a luz também. Quando nos comunicamos com o mundo não físico que é de uma ordem superior, nós estamos simplesmente nos comunicando com aspectos nossos até que eventualmente evoluímos para que nós mesmos os sejamos. Quanto às energias da escuridão, nós as estamos encontrando também, mas somente na direção oposta. Assim, são muitos os sintomas da transição! Será que isto nunca acabará?

Assim então, quando começamos a reconhecer o nosso novo poder, nós podemos nos perceber desafiados por questões relacionadas aos nossos egos, pois estamos simplesmente nos reequilibrando e chegando aos nossos verdadeiros e legítimos espaços. E, muito certamente, adquirimos o direito de administrarmos o planeta e os nossos espaços agora.

Assim então, a chegada ao nosso poder pode também se relacionar a cuidarmos de nós mesmos e estabelecermos limites mais seguros, a reestruturação de um espaço novo e diferente e nos posicionando primeiro por algum tempo, enquanto aumentamos a marcha para os tempos adiante. Na última mensagem de ASAS, eu me referi a muitas energias que estavam somente afastadas por si mesmas, mas não é a isto que eu estou me referindo agora.

A fim de incorporarmos o nosso novo poder e o nosso novo espaço, nós precisamos estabelecê-lo e protegê-lo. Deste modo, nós podemos perceber que estamos nos tornando muito seguros sobre o que permitiremos em nossos espaços e o que não permitiremos. Nós podemos estar preparando as nossas finanças e assegurando que estejamos cuidando de nós mesmos primeiro, e podemos perceber que não mais transferimos para as necessidades de outros, como podemos ter feito em tempos passados, durante a Fase 1.

Durante a Fase 1, ou até Setembro de 2009, nós concordamos em auxiliar a levar este planeta a um nível novo e mais elevado de consciência, interagindo com muitas energias mais escuras e mais densas. Agora as coisas são diferentes. Porque os nossos papéis são agora muito diferentes do que eles eram na Fase 1, nós podemos nos perceber agora dizendo “não mais” a qualquer coisa que possamos ter suportado em tempos passados. Deste modo podemos nos tornar inflexíveis em estarmos em algum lugar novo e diferente, e podemos nos encontrar assegurando os nossos limites como nunca antes, como tentativa de garantirmos que os nossos novos espaços sejam imaculados e puros, incorporando todo o tempo as energias de uma realidade muito nova.

Isto é porque estamos agora na Fase II, o que envolve criarmos a nova realidade, e não necessariamente então, em auxiliarmos e ajudarmos outros. Se formos estabelecer um novo mundo, nós devemos ser capazes de fazer apenas isto. Nós devemos criar espaços que nos apóiem em fazer o que precisamos e desejamos fazer (e ser) em seguida. Sim, muitos estarão auxiliando aqueles que estão residindo abaixo de nós, no próximo nível abaixo (e, certamente aos desastres naturais iminentes), mas nós saberemos que em tempos vindouros (ou realmente, como sempre foi), nós não podemos auxiliar outros sem auxiliar a nós mesmos em primeiro lugar.

A Fase I do processo da ascensão criou muitos casos onde aparentemente nós não tínhamos escolha, além de estarmos em situações em que podemos ter preferido não estar. Aos níveis da nossa alma, nós estamos simplesmente fazendo os nossos trabalhos de elevarmos a vibração do planeta através de nós mesmos. Agora, realmente começaremos a vir em primeiro lugar de todos os modos. Isto é parte de reconhecer o nosso novo poder.

Quando a minha filha estava grávida dos seus gêmeos (que terão dois anos de idade em Junho), eu chequei a sua energia para ver ao que eles se referiam. Cada geração, ou sucessão de novas almas que chegam ao planeta, vem com uma missão ou um propósito intacto. Estas almas mais novas têm algumas energias muito diferentes. Elas são seres muito inflexíveis e poderosos. Eles não se detêm diante de nada para conseguir o que eles querem. Eles sabem como deveria ser a nova realidade, e planejam e formam com a intenção forte e inabalável o que eles vieram realizar. Eles não serão influenciados... eles são seres poderosos certamente.

Durante a minha última visita aos meus netos, eles ficaram obcecados em adquirirem alguns tacos de golfe, como o seu irmão mais velho. Felizmente, nós encontramos alguns de plástico na loja, e estes meninos tomaram banho com eles, dormiram com eles, andaram com eles no carro, e os usaram como “ferramentas” durante todo o tempo em que eu estive lá. Um dia, enquanto eu estava sentada no sofá, Solomon fez um movimento pesado e enérgico e me bateu na testa com o seu taco. Completamente atordoada, eu me afastei e a minha cabeça começou a inchar. Ao me verem perturbada e ferida, os dois bebês imediatamente correram para os seus berços e retornaram com os seus “cobertores”, colocando-os em meu colo enquanto eles me zelavam diante da minha situação.

Esta é a energia das novas almas. Muito poderosa, agressiva, ativa e enérgica, mas ao mesmo tempo, tendo os corações abertos que não hesitam em dar amor e carinho. E esta então, é a energia que nos encontramos incorporando também. À medida que evoluímos para nos equipararmos às energias da Nova Terra, em qualquer estágio que estejamos atualmente experienciando, nós sempre nos “tornamos” a energia em que estamos residindo. Cada sucessão de almas recém-chegadas se equipara à energia mais nova da Terra, e quanto à nós, nós evoluímos muito naturalmente para estes estados também. Deste modo, nós podemos chegar como um tipo particular de alma, mas sempre nos transformamos no último modelo. Podemos perceber que estamos precisando invocar uma força muito nova dentro de nós agora, mas ainda achamos fácil abrir os nossos corações também quando necessário e em situações apropriadas. A nova energia do coração sabe quando abrir e quando permanecer fechada.

Há outro cenário se revelando também. Há certamente energias ainda residindo na camada da Segunda Terra, ou melhor, que estão ainda ao nosso redor, que ainda não percebem a grande cena, ou que há certamente um todo. Ainda que muitos de nós possamos atualmente estar em posições de cuidarmos de nós mesmos, ou melhor, colocando as novas bases e novas maneiras de ser, esta é uma situação temporária, criada pelo advento do equinócio de Março e do novo patamar que nós criamos até aqui.

Assim, ainda que muitos de nós estejamos atualmente cuidando de nós mesmos e de nossas próprias necessidades, nós estamos somente nesta fase, de modo que possamos estar fortes e preparados para auxiliar outros quando necessário, e também, para começarmos a criação do novo planeta Terra. Há outros que estão vindo de uma postura muito diferente. Estas são almas que ainda não despertaram e nem evoluíram. Estas almas estão cuidando de suas próprias necessidades e continuarão a assim fazer, pois elas estão vindo do medo. Elas não sabem como interagir com outros, encontrando-se no meio, vendo e reconhecendo as necessidades daqueles ao seu redor, e não compreendem que há um “todo” lá fora, não apenas um eu singular.

Ao interagirmos com estas almas, pode ser desafiador, mas estamos sendo zelados de modos milagrosos e guiados apenas para as situações e mudanças certas, de modo que não precisemos mais nos associar ou nos conectarmos com estes tipos de energias. Há muitas semanas, uma energia como esta, sugeriu que eu estava “assumindo as coisas pessoalmente”, quando eu me opus energicamente à situação próxima. Eu discordei sinceramente. Para mim, é uma questão de integridade e de decência humana, além de uma questão de bem estar deste planeta e de trabalharmos juntos como uma equipe, enquanto consideramos as necessidades de todos os envolvidos. Eu recebi recentemente uma carta de uma mulher que vivenciou o mesmo.

É quase difícil nos lembrarmos dos dias em que estávamos tão imersos na transição, sem aparentemente nada a que nos conectarmos e nos sentindo muito desorientados. A cada movimento da terra, nos conectamos mais plenamente, enquanto toda e cada energia se ajustam e se alinham com as novas energias da nova terra. Há muitos dias, meus amigos fora do planeta me revelaram que haverá uma progressão de terremotos mais severos chegando próximo à área da Baixa Califórnia, e enquanto cada área da atividade sísmica se alinha e se ajusta, estes tremores estarão se movimentando constantemente para o sul da Califórnia. Hoje, a Baixa Califórnia experienciou um terremoto de 6,9 (atualizado para 7,2), enquanto a nossa Terra continua com o seu processo de preparação para as novas energias. Como sempre, nós estaremos sempre bem onde precisamos estar em um determinado momento, pois cada um de nós tem surpreendentes barômetros internos e uma consciência mais elevada presente, mesmo que às vezes em nossos níveis subconscientes.

Enquanto os nossos espaços muito novos se tornam cada vez mais intactos, assim também o nosso poder muito novo, enquanto começamos uma residência nova e emocionante em uma realidade muito nova de nossa criação.

Com muito amor e gratidão,

Karen

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Os Direitos Autorais Universais estão legalizados aqui. Por favor, distribuam livremente, contanto que o site: www.emergingearthangels.com, seja incluído como o recurso e esta informação seja distribuída sem nenhuma base comercial.
Gostou! Indique para seus amigos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário